Bem-vindos ao blog da revista Angola'in!

Uma publicação dirigida a todos os angolanos, que pretende ser o elo de ligação da lusofonia. Queremos que este espaço seja mais um meio de contacto com os nossos leitores e todos aqueles que têm ligações a este país. O nosso objectivo é estarmos próximos de si e, com isso, esperamos acolher a sua simpatia e a sua opinião, como forma de enriquecer o nosso trabalho. O seu feedback é uma mais-valia, um estímulo para continuarmos a desenvolver um projecto inteiramente dedicado a si!

Angola'in à venda em Portugal e Angola

Angola'in à venda em Portugal e Angola
A 1ª edição 2012 da Angola'in é pura sedução! Disponível em Angola e Portugal, a revista marca o seu regresso ao bom estilo das divas: com muito glamour e beleza. Uma aposta Comunicare que reserva grandes surpresas para os seus leitores

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Saúde

Cruz Vermelha de Angola traça plano estratégico


O plano estratégico da Cruz Vermelha para a província do Namibe, para o triénio 2011-2014, vai incidir no recrutamento de novos sócios, criação de parcerias, traçar políticas sobre o voluntarismo e criação do movimento juvenil. De acordo com um documento divulgado hoje, sexta-feira, pela Angop, a Cruz Vermelha da região vai implementar um modelo de administração e gestão à altura dos actuais desafios da sociedade e da própria instituição.
A Cruz Vermelha vai contribuir para a melhoria da saúde e prevenção do VIH/Sida por meio de projectos virados aos mais vulneráveis, bem como criar capacidades de reposta e intervenção em caso de desastres nas comunidades.
O documento realça ainda que a organização humanitária vai promover a participação dos jovens nas actividades da Cruz Vermelha de Angola (CVA), por meio da Associativismo voluntariado, capacidade de iniciativas e criatividades, bem como contribuir para a redução dos indicadores de famílias separadas pela guerra.

Vai igualmente criar, desenvolver e implementar sistemas da angariação de fundos, de forma a tornar a instituição sustentável e criar núcleos em empresas.
No domínio da saúde, a CVA vai criar mecanismos que visem a redução do índice de doenças transmissíveis, sensibilizar a população para o uso de latrinas, apoiar o governo na promoção de campanhas de vacinação, promover os primeiros socorros comunitários, entre outras acções.

A Cruz Vermelha de Angola, no Namibe, controla mais de 120 sócios e tem como meta atingir mais de dois mil em 2011.

Sociedade

Embaixador da Polónia destaca cooperação na Lunda Sul


O Embaixador Plenipotenciário da Polónia em Angola, Jacek Junosza Kisielewski, considerou, ontem, quinta-feira, em Saurimo, capital da província da Lunda Sul, que a implementação dos projectos que contam com a cooperação daquele país, sobretudo no capítulo da desminagem, tem sido bastante positiva.
O diplomata fez esta avaliação durante uma conferência de imprensa, no termo da sua visita de três dias à província, na qual visitou no município de Muconda, uma área de reserva fundiária do estado, desminada para o re-assentamento de cidadãos angolanos regressados das Repúblicas da Zâmbia e do Congo Democrático.
Segundo a Angop, Jacek Junoska tomou conhecimento da existência de 155 áreas minadas e 306 chefes de famílias por reassentar em toda a província, tendo recebido garantias do executivo local de tudo fazer para a regularização da situação.
O embaixador reiterou a disponibilidade do seu país continuar a prestar apoio a Angola nesta vertente, pois a sua primeira viagem ao interior do país como embaixador destinou-se a proceder a uma avaliação dos projectos para estabelecer programas para o futuro. “Estamos conscientes das necessidades que existem na província na área de desminagem, pelo que dever-se-á fazer outros programas a curto prazo no sentido de dar cumprimento às necessidades”, frisou. Recordou ainda que o seu país presta igualmente assistência na Creche João Paulo II na Lunda Sul.
A nível nacional, a embaixada considera o projecto de bandeira a construção e equipamento da academia de pesca na cidade do Namibe, denominada "Instituto de Ciências do Mar", que irá igualmente prestar educação ao nível superior nas áreas de navegação, salvamento e resgate marinho. Este projecto encontra-se já na segunda fase de implementação e está avaliado em 60 milhões de euros.

Política

Conselho de Ministros reúne-se hoje


O Conselho de Ministro reúne-se hoje, sexta-feira, na nona sessão ordinária no Palácio Presidencial a Cidade Alta, sob orientação do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, para analisar assuntos socioeconómicos do país.
Na última reunião, este órgão apreciou o projecto de resolução que aprova a adesão de Angola à Convenção das Nações Unidas sobre a Proibição ao Financiamento do Terrorismo e a proposta de lei sobre os tratados internacionais.
O Conselho de Ministros analisou ainda a proposta de alteração da lei sobre o luto nacional e provincial, que estabelece os princípios e os procedimentos protocolares a observar em caso de morte de titulares dos órgãos de soberania e de outras entidades ou personalidades.
A proposta de criação da empresa pública especial de limpeza, de âmbito local, para assegurar a manutenção, abertura e expansão da rede de esgotos, manutenção e limpeza das valas de drenagem, recolha de resíduos sólidos, foi, de acordo com a Angop, outro dos assuntos analisados.
Na referida sessão, o Conselho de Ministros debateu a proposta de contrato para a construção de um laboratório nacional de referência para o controlo da qualidade alimentar, visando garantir a segurança alimentar da população e prevenir as fraudes.
No domínio da agricultura, foram discutidos projectos referentes ao desenvolvimento agrícola de fazendas agrícolas e pólos industriais nas províncias de Malange, Kuando Kubango e Benguela, para o cultivo de milho, feijão e soja, produção de arroz e criação de gado.


Desporto


Dirigente quer parcerias com empresários


O director da Juventude e Desportos da província do Huambo, Carlos Alberto Graça, afirmou hoje, sexta-feira, à Angop que o desporto na região carece de maior intervenção da sociedade, e que prevê para 2011 a criação de parcerias com o empresariado nacional e estrangeiro.
O antigo presidente de direcção do Petro do Huambo explicou que o objectivo passa por uma intervenção mais activa dos empresários nas acções de desenvolvimento e expansão do desporto na região. Lembrou que a instituição, enquanto órgão que executa as políticas desportivas do governo local, vai incentivar o financiamento de obras de reabilitação e a construção de infra-estruturas, bem como o aumento de equipas que evoluem nos campeonatos infanto-juvenis.
Carlos Graça, distinguido em 2005 com o troféu de dirigente do ano, indicou que dará igualmente atenção à execução de programas de massificação das associações, formação de técnicos e expansão da actividade desportiva por todos os municípios e comunas da província.


Infra-estruturas

Obras da Universidade Kimpa Vita orçadas em seis milhões de dólares


O governador provincial do Uíge, Paulo Pombolo, anunciou que as obras da Universidade Kimpa Vita serão executadas em 11 meses e estão orçadas em seis milhões de dólares. O dirigente admitiu, em declarações aos jornalistas após o acto da consignação empreitada, que a infra-estrutura terá 30 salas de aulas, laboratórios, salas de leitura, bibliotecas e espaços de recreação. "Esse montante inclui também o apetrechamento e demais material escolar. Acho ser um preço ideal para um edifício tão imponente que haverá aqui", salientou.
O representante da empresa chinesa responsável pela construção da universidade, Jocebel Franck Xil, disse que a construção das instalações da Universidade, localizadas a sete quilómetros da cidade, arrancam dentro de uma semana. Presenciaram o acto, que decorreu no Salão Nobre do Governo Provincial do Uíge, membros do governo local, o vice-reitor da Universidade Kimpa Vita para a Área Cientifica, Heitor Timóteo, docentes, entre outros convidados.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Economia

Missão Económica do Luxemburgo visita Angola

Luanda - Uma missão económica do Grão-Ducado de Luxemburgo, chefiada pelo Ministro da Economia e do Comércio Externo, Jeannot Krecké, deslocar-se-á a Luanda no próximo dia 1 de Novembro de 2010.
De acordo com uma nota de imprensa da embaixada de Angola no Reino da Bélgica, durante a sua estadia os integrantes da missão manterão vários encontros quer a nível ministerial quer de representantes de empresas angolanas dos diferentes ramos da economia.
Das empresas luxemburguesas que participarão pela primeira vez nesta Missão Económica, destacam-se: a SES ASTRA, empresa de Satélites e Comunicações; a CARGOLUX International Airlines, transportadora aérea, que opera com 14 aviões Boeing; a Arcelor Mittal, companhia do ramo Industrial e siderúrgico.
A Solartec, ligada ao ramo das energias renováveis; a Simtech Engineering consultancy especializada em Engenharia; a Soludec empresa do sector da construção; a Paul Wurth ligada ao ramo da Industria metalúrgica; a DOMETIC que fornece equipamentos especializados e peças para a indústria do lazer e do turismo; a VIVAVET que distribui produtos químicos e farmacêuticos para uso veterinário, fazem igualmente parte da delegação.
Integram a missão a ROTAREX que fornece peças e equipamento para a indústria petrolífera; a EPURAMAT especialista em tratamento e depuração de águas; a INFODATA ligada ao ramo da informática, as empresas JAN DE NUL, BOIVIN, e ainda representantes dos bancos BGL BNP PARIBAS e SOCIETE GENERALE BANK.
A Agência Nacional de Investimento Privado «ANIP» organizará uma sessão de informação sobre a economia e a legislação relativa ao investimento privado angolanos.
Recorde-se que em Fevereiro do presente ano uma delegação esteve em Luanda para auscultar e preparar a referida Missão, tendo sido recebida pelo Vice-Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.




Solos


Empresários devem investir na exploração dos recursos mineiras

A directora provincial da Indústria, Geologia e Minas do Cunene, Elisabeth Kaulikaliwa António apelou hoje, quinta-feira, na cidade de Ondjiva, a classe empresarial angolana e estrangeira ligada a extracção de recursos mineiras a investir mais no sector da província.
Em declaração à Angop, sobre actividade do sector, a responsável disse que a região dispõem de áreas potencias tal como Curoca e Cuvelai, que no seu subsolo encontram-se vários recursos minerais não explorados.
A falta de investimentos na área, preocupa o executivo local e tudo tem vindo a ser feito para atrair investimentos desta natureza, no quadro da implementação do Programa de Desenvolvimento do Sector no Cunene consubstanciado na divulgação das potencialidades mineiras aos empresários do ramo, estimulando assim a exploração racional e dinamizando o progresso socioeconómico da província, frisou.
Entre os minerais, Elisabeth António apontou níquel, ferro, rocha ornamentais, pedras preciosas e granito vermelho e preto, recursos que extraídos do subsolo, tendo a sua utilidade no sector da construção civil e outros áreas produtivas. Apesar de se notabilizar em escala menor algumas iniciativas na exploração de minerais no Cunene, com particular realce para os inertes e britas, o que não correspondendo com os objectivo do sector, visando a dinamização da actividade de geologia e minas na província. Referiu igualmente que Angola é um país rico em recursos minerais, estimando-se que o subsolo alberga 35 dos 45 minerais mais importantes do comércio mundial, como o petróleo, gás natural, diamante, fosfatos, substâncias betuminosas, ferro, magnésio, ouro e rochas ornamentais.




Ambiente


Instituto de Desenvolvimento Florestal quer plantar 100 mil árvores

Cem mil árvores diversas vão ser plantadas a partir de Novembro deste ano até ao mês de Fevereiro de 2011, na província do Huambo, numa iniciativa do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), inserido no seu programa de repovoamento de árvores.
O responsável do IDF nesta região, Andrade Moreira Bahu, informou hoje, quinta-feira, à Angop que em Novembro serão plantadas 58 mil árvores, entre eucaliptos, cedros e pinheiros, ao passo que as restantes 42 mil vão ser colocadas ao solo em Fevereiro do próximo ano.
Metade do total de árvores disponíveis nos viveiros do IDF vai ser plantada nos principais perímetros florestais que estão a ser devastados, devido a exploração anárquica, ao passo que as demais serão distribuídas aos fazendeiros, associações camponesas, instituições ambientais e pessoas singulares interessadas.
Com estas 100 mil árvores, segundo Andrade Bahu, o IDF local pretende manter o seu estatuto de referência nacional no que se refere ao plantio de árvores.
Afirmou que o Huambo é o principal celeiro da plantação de árvores e tem demonstrado, de ano em ano, indicadores muito positivos que podem servir de modelo para as demais regiões de Angola.

Educação

Embaixada dos EUA investe 200 mil dólares em formação profissional

A Embaixada dos Estados Unidos em Angola, investiu 200 mil dólares norte-americanos em projectos de apoio e desenvolvimento da juventude, através da implementação de vários programas nas províncias de Benguela, Cabinda e Luanda. O facto foi hoje avançado à Angop pelo encarregado de negócios dos EUA, David Brooks, durante a abertura da sala de informação e Cultura”Rosa Park”, localizado no centro de formação profissional do Cazenga, em Luanda.
De acordo com o diplomata, um dos principais objectivos do seu executivo é proporcionar oportunidades para o desenvolvimento do ser humano através de jornalistas, professores, pequenos empresários e vários outros.
Disse terem já trabalhado em actividades educativas, que vão desde workshop, música, artes de nível secundário e bolsas de pós graduação de dois anos para estudantes finalistas do ensino superior.
David Brook esclareceu que a biblioteca, composta de sala de informação e cultura, proporcionara as crianças angolanas mais oportunidades educativas, porque dispõe de computadores com acesso a Internet, livros, revistas e jornais electrónicos em inglês e livros português.
Frisou que, para além destas iniciativas, os EUA está empenhada em realizar programas, eventos, actividades, palestras, filmes, conferências e exposições em instituições uma vez por mês.
De acordo com o encarregado de negócios, os Estados Unidos acredita nos princípios da parceria, porque a comunicação só funciona quando ambas partes estão dispostas a aprender com o esforço e melhorar o acesso dos jovens a oportunidades educativas, através de parcerias valiosas com as instituições.


Sociedade

CNCS aprecia plano 2011/2012



O Conselho Nacional de Concertação Social (CNCS) apreciou hoje, quinta-feira, o programa de governação do Executivo para o biénio 2011/2012, que visa promover a melhoria das condições de vida da população, na base das estratégias de combate à pobreza e de segurança alimentar e nutricional.
A informação, divulgada pela Angop, consta do comunicado de imprensa da 1ª reunião ordinária do CNCS, orientada pelo vice-presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos.
A par dos ajustes introduzidos como resposta ao impacto da crise internacional, o Plano Nacional 2011/2012 foi elaborado tendo em conta o actual contexto internacional, bem como as mutações internas, caracterizadas pelo novo quadro constitucional.
O plano nacional apreciado apresenta também a estratégia nacional do desenvolvimento, os objectivos nacionais para 2011-2012, bem como o programa para o desenvolvimento sectorial e a redução das assimetrias regionais.
Prevê ainda acções a serem implementadas para a promoção do desenvolvimento humano, o combate à pobreza, do desenvolvimento rural integrado, da competitividade nacional, da expansão do emprego e do empreendedorismo.
Contempla igualmente acções que visam a melhoria da gestão pública, da distribuição da renda e das actividades económicas no país.
Segundo o comunicado, os membros do CNCS tomaram conhecimento dos principais aspectos da proposta de Orçamento Geral do Estado para 2011, um documento que apresenta uma previsão de receitas e despesas para a execução das acções, projectos e programas do plano nacional no referido ano.
Os membros do conselho foram igualmente informados sobre a metodologia de elaboração do estudo, sobre a formação de preços em Angola e a respectivas recomendações.
Debruçaram-se também sobre a metodologia de análise das causas e do comportamento da inflação e das medidas a tomar pelo Executivo para a redução do fenómeno a médio e longo prazos.
Os membros do conselho recomendaram o reforço da organização e do modo de articulação entre os diversos órgãos de inspecção e fiscalização da actividade dos operadores económicos.
Aconselham a análise pormenorizada dos aspectos e factores intervenientes na formação dos preços e no custo final dos diversos produtos e serviços oferecidos à economia, bem como a implementação das medidas previstas no programa de reforma tributária do Executivo.
Os membros do CNCS congratularam-se com a realização deste 1º encontro, no contexto da nova Constituição, e reiteraram a sua disponibilidade de continuarem a contribuir para a criação de consensos necessários à implementação dos programas do Executivo que visam o alcance da prosperidade e do bem-estar para os angolanos.
Pelo Executivo participaram, entre outros, os ministros do Planeamento, Ana Dias Lourenço, da Economia, Abraão Gourgel, Finanças, Carlos Lopes, da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, António Pitra Neto, da Educação, Pinda Simão, do Comércio, Idalina Valente, e do Urbanismo e Construção, José Ferreira.
O secretário do Conselho de Ministros, Frederico Cardoso, vice-ministros da Saúde e da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, altos funcionários da Presidência da República e da vice-presidência participaram igualmente no encontro.
Estiveram também presentes representantes da União Nacional dos Trabalhadores Angolanos-Confederação Sindical ( UNTA-CS), Sindicatos Independentes e Livres (CGSILA), da Associação Industrial de Angola (AIA) e da Câmara do Comércio e Indústria (CCIA).
O Conselho Nacional de Concertação Social (CNCS), criado em despacho presidencial, é um órgão especializado de auscultação e concertação do Poder Executivo e tem por finalidade garantir a colaboração das diferentes categorias profissionais entre si e a sua participação na elaboração dos programas e da política socio-económica do Executivo.
Outros objectivos são os de ponderar e divulgar as medidas de política económica e social do Executivo e de promover o diálogo e a concertação tripartida com os parceiros sociais.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Economia


AIP-CE lembra que "há mais Angola para além de Luanda"
O Portugal Exportador, a decorrer amanhã, quinta-feira, no Centro de Congressos de Lisboa, vai destacar as oportunidades de negócios fora de Luanda para as empresas portuguesas. Na 5ª edição do certame serão apresentados estudos de mercado sobre as potencialidades de Huíla, Benguela, Huambo e Cabinda. "Vamos dar uma atenção particular ao mercado angolano, alertando que há mais Angola para além de Luanda", explicou António Alfaiate, administrador executivo da Associação Industrial Portuguesa - Confederação Empresarial (AIP-CE). As referidas províncias apresentam mais-valias para a indústria portuguesa em áreas como as infra-estruturas, agricultura e agro-alimentar. O evento vai destacar igualmente as potencialidades de Moçambique, que "está a descolar em termos económicos e tem perspectivas de desenvolvimento interessante", pelo que estará presente uma delegação de empresários locais disponíveis para contactos bilaterais com as empresas portuguesas. António Alfaiate admitiu à imprensa que o objectivo do Portugal Exportador deste ano consiste em "dar um contributo para alargar a base das empresas exportadoras e facilitar a vida às pequenas e médias empresas, dando-lhes a hipótese de num só dia e num único lugar contactarem com todos os intervenientes no acto de exportar, como a banca, seguradoras, alfândegas, transportadores, conselheiros das embaixadas estrangeiras e aceder a um conjunto de 'workshops' dedicados a temas diferentes".

Ambiente

Devastação dos perímetros florestais atinge proporções alarmantes

O responsável provincial do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF), Andrade Moreira Bahu, admitiu à Angop que pelo menos 11.300 hectares de florestas foram devastados nos últimos seis anos na província do Huambo, devido à exploração anárquica de madeira, acto que está a colocar em risco os principais perímetros florestais desta região. Andrade Moreira mostrou-se seriamente preocupado com os actuais índices de devastação das principais zonas florestais do Huambo.
Informou ainda que o perímetro florestal do Saquengue, no município do Katchiungo, é o que mais área de ocupação perdeu, seguindo-se o de Sandenda, no município da Caála.
Esclareceu que a exploração anárquica de recursos florestais afectou sete mil dos 18 mil hectares que o perímetro de Saquengue possuía, enquanto o de Sandenda (5 mil hectares) perdeu uma área de 2.650 hectares.
Andrade Bahu revelou que o perímetro florestal do Kuima (Caála) perdeu 850 hectares dos 17 mil que ocupa, ao passo que o do Mundundo, no município do Ukuma, sofreu uma destruição de 800 hectares dos oito mil que possui.
Embora não tenha apresentado dados concretos sobre o número de árvores derrubadas nos 11.300 hectares, explicou que cada hectare comporta entre 1500 a 1600 árvores diversas.
Afirmou que o pinheiro, cuja madeira é muito apreciada para a confecção de mobiliário e construção civil, é a árvore mais abatida nas zonas florestais da província.
Para pôr fim ao abate indiscriminado de árvores, quer em perímetros florestais e nas reservas naturais desta região, o IDF na província vai, a partir do próximo ano, aplicar punições severas aos exploradores anárquicos de recursos florestais e reforçar as suas brigadas de fiscalização. Anunciou também que o IDF já elaborou um plano estratégico para o repovoamento florestal das zonas que estão a ser destruídas.


Sociedade

Companhia de teatro oferece bens ao Hospital do Prenda

Dez televisores, 20 ventoinhas, bem como um número não especificado de brinquedos e material gastável foram entregues hoje, quarta-feira, ao Hospital do Prenda, em Luanda, pela companhia de teatro "Horizonte Njinga Mbande", no âmbito do seu 24º aniversário.
Segundo Hamilton Ernesto, em declarações à Angop, após a entrega dos bens, membros da companhia visitaram os vários compartimentos do hospital, tendo dirigido palavras de afecto aos doentes.
Durante a sua permanência na unidade sanitária, a companhia encenou para os doentes e para os membros da direcção do hospital a peça “Casado Sem Casa”. Hamilton Ernesto considerou importante a participação dos grupos teatrais em actividades de carácter filantrópico. “Fomos movidos pela dor e solidão dos que se encontram internados", afirmou.
Em relação aos 24 anos da companhia Horizonte Njinga Mbande, o responsável referiu que o tempo vivido representa as várias batalhas que a associação teve de enfrentar para se afirmar no mundo cultural das artes.
A internacionalização dos actores da companhia, constituem as metas para os próximos anos, explicou adiantando que o grupo tem movido forças visando alcançar este objectivo.



Cultura


Director da Cultura quer preservar valores culturais

O director Provincial da Cultura no Namibe, Martinho Nganga, lançou hoje um apelo para uma maior atenção da sociedade na preservação dos valores culturais etnolinguísticos da região, sobretudo dos povos Hereros, actualmente divididos em Cuvales, Muimbas, Mahacahonas e Mumuilas.

Martinho Nganga abordou, numa entrevista à Angop, os hábitos e costumes dos povos Hereros, e referiu que é necessária uma participação activa de todos os angolanos na vida cultural do país e da região, em particular, de forma a preservar os hábitos e costumes destes povos. “Não há povo sem cultura e neste sentido a defesa e preservação dos valores culturais é uma acção que carece da atenção de todos como forma de ajudar o governo e os demais agentes culturais“, admitiu.

Para a fonte, a dança é outra das riquezas culturais e para tal é preciso maior atenção. “Existem dois grupos folclóricos, os Valuanjas e os Veiocutalas que representam as danças dos Hereros, sobretudo dos Cuvales que o sector pretende dar o seu apoio “, reforçou.

Acrescentou ainda que o governo angolano está preocupado com a inserção das línguas nacionais no sistema de ensino, tendo protagonizado uma política de incentivo para manter as etnias vivas do tecido cultural dentro do país e do mundo. Explicou ainda que não existe nenhuma diferença entre os diferentes grupos dos povos hereros, apesar de cada um ter uma linguagem tradicional diferente, mas cada um entende o outro, permitindo-lhes identificar o seu traço etnolinguístico.


Construção

Programa 'Cimento e Tinta' em curso


O governador provincial de Malanje, Boaventura Cardoso, anunciou ontem, terça-feira, que a implementação do programa do Governo denominado "Cimento e tinta" terá incício ainda este ano na província. A novidade foi adiantada durante um encontro com os líderes religiosos da região. Na ocasião, acrescentou que o programa visa fundamentalmente a pintura das fachadas exteriores dos edifícios e residências, visando garantir melhor imagem da cidade.
Boaventura Cardoso considerou que o programa é importante, pois irá proporcionar um novo aspecto à cidade de Malanje. Por outro lado, o chefe do executivo local, fez saber que no âmbito dos 35 anos de independência, a província vai ganhar vários empreendimentos sociais, com destaque para a ponte sobre o rio kwanza e a linha de férrea Luanda/Malanje.
Considerou a ponte sobre o rio Kwanza de extrema importância, uma vez que ligará Malanje ao sul do país, impulsionando o desenvolvimento das regiões e a circulação de pessoas e bens.
Precisou que tendo em conta a chegada do comboio na província de Malanje, marcado para 11 Novembro, urge toda a necessidade dos líderes religiosos trabalharem no sentido de sensibilizarem a população a respeitarem a linha férrea por formas a se evitar acidentes.




terça-feira, 26 de outubro de 2010

Lusofonia

Expo Xangai supera expectativas antes do encerramento


Os 70 milhões de visitantes que a organização da Expo Xangai 2010 previa atingir até ao seu encerramento já foi ultrapassado, apesar de faltarem quatro dias para o final da exposição.

Dados oficiais divulgados hoje (terça-feira) em Xangai indicam que, às 10h17 minutos locais (menos sete em Angola), a organização da Expo registava o valor de 70 milhões de visitantes, desde que o evento começou, a 1 de Maio.

De acordo com a Angop, a Exposição Universal de Xangai, que decorre sob o tema “Melhor Cidade, Melhor Vida”, conta com a participação de 190 países e 50 organizações internacionais participantes e superou o recorde anterior, estabelecido durante a Expo de Osaka (Japão), que atraiu 64 milhões de pessoas.

Os visitantes continuam a aderir ao recinto durante os últimos dias do evento. A 16 de Outubro, mais de um milhão de visitantes lotaram o Parque da Expo, cuja capacidade máxima diária foi originalmente estimada em 600 mil. Apesar do tempo chuvoso e do frio que se faz sentir actualmente em Xangai, muitas pessoas acorrem à Expo na ânsia de terem a última oportunidade de poderem apreciar o melhor que a exposição oferece, considerada uma das maiores até aqui já realizadas.

"Estamos felizes porque o record foi antecipadamente estabelecido. A nossa principal preocupação é que os visitantes tenham uma boa experiência na Expo", manifestou, com satisfação, Hong Hao, director da Expo Shanghai 2010.

Política

Registo eleitoral actualizado no Kuando Kubango


O presidente da Comissão Provincial Eleitoral, do Kuando Kubango, Miguel Estêvão Dala, disse hoje, terça-feira, à Angop, que a actualização do registo eleitoral ultrapassou as expectativas, tendo sido registados 8.533 cidadãos. As previsões apontavam apenas quatro mil previstos.

De acordo com Miguel Estêvão Dala, que falava durante a reunião do balanço definitivo da fase da actualização do registo eleitoral com os representantes dos partidos políticos, apesar das dificuldades de vária ordem, foi possível atingir as metas preconizadas. Afirmou ainda que algumas localidades não foram atingidas tendo em conta as vias de acesso, que não favorecem condições para se atingir as mesmas. Mas a maior parte dos municípios e comunas, aldeias e bairros foram contemplados. Enalteceu na ocasião o trabalho dos brigadistas que permitu o alcance destes valores.


Desporto

Hóquei: Académica de Luanda a um ponto da revalidação do título


A equipa sénior masculina de hóquei da Académica de Luanda está a um ponto de revalidar o campeonato nacional que decorre na capital do país. Os "estudantes" derrotaram na noite de segunda-feira o Juventude de Viana por 2-1, numa partida que decorreu no pavilhão anexo 1 da Cidadela.

O primeiro sinal de perigo pertenceu a Académica de Luanda por intermédio Martin Payero que levou a bola ao poste com um forte remate.

O desafio, aguardado com muita expectativa dada a forma como as duas equipas jogam bem como a forma como se reforçaram para o desafio, teria um resultado imprevisível. As equipas foram para o intervalo empatadas sem golos.

Na etapa complementar, logo no primeiro minuto, Rui Miguel abriu o activo a favor do Juventude de Viana que tinha a obrigação de vencer o desafio para lutar pelo título. Os campeões nacionais passaram a fazer um jogo mais rápido como forma de chegar pelo menos ao empate.

A cinco minutos do final do desafio, Zé das Botas, que durante muito tempo esteve no banco de suplentes, marcou tento da igualdade que contraria os intentos do Juventude de Viana.

João Pinto foi o herói da partida. A poucos minutos do final fez o 2-1, resultado com que terminou o desafio e projectou ainda mais os estudantes.

A Académica volta a jogar esta terça-feira às 18 horas diante do Petro de Luanda enquanto o Juventude de Viana terá pela frente o 1º de Agosto que esta na última posição sem quelquer ponto.

Construção

Governador quer concluir obras públicas


O governador provincial de Benguela, Armando da Cruz Neto, mostrou-se convicto de que mais de 90 por cento de execução das obras (das cerca de 86 acções inscritas para o presente ano no domínio das obras públicas) estarão concluídas até finais de 2010.

Armando da Cruz Neto, que interveio na segunda sessão do Conselho de Auscultação e Concertação Social na província de Benguela, reconheceu que o resultado da acção do Executivo local em sectores estruturantes e nos de impacto social vem sendo ao longo do presente ano satisfatório e animador. Considerou que a conclusão destas obras vai trazer benefícios transversais para sectores, como a educação, saúde, equipamentos públicos e energia e águas.

Augurou que as acções inscritas no âmbito do Programa de Investimentos Públicos para o próximo ano permitirão um maior entendimento dos conselheiros, nomeadamente as acções em curso no domínio do urbanismo com realce para a implementação do programa habitacional do governo. A par disso, mostrou-se preocupado com os actuais índices de sinistralidade rodoviária, isto porque, até ao último trimestre do presente ano, contabilizavam-se 321 vítimas mortais como resultado de acidentes de viação ocorridos na província,

Na sua opinião, os números explicam-se por si só e dimensionam bem a gravidade do assunto, daí que tenha apelado à colaboração da sociedade civil, sobretudo dos jovens nas actividades policiais conducentes à redução dos índices de sinistralidade rodoviária.

Pediu a compreensão dos conselheiros pela irregularidade das sessões deste órgão de consulta do governo provincial, facto que será corrigido num futuro imediato, alertado os sectores directamente veiculados sobre a importância de imprimirem maior rigor e observância do calendário.

Realçou que a reunião decorre no culminar de mais um exercício económico que abre as portas a um novo ano no qual com o mesmo espírito de luta “continuaremos dar o melhor de nós para atingirmos as metas estabelecidas no programa do nosso governo para o presente mandato”.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Ensino

Estudantes em Portugal querem regressar a 'casa'


"Os quadros angolanos que acabaram de se formar devem voltar já ao país, porque este é o momento ideal", defendeu Evaldo Fonseca, presidente da Associação de Estudantes Angolanos em Portugal (AEAP), após um encontro que reuniu 250 alunos no Inatel, na Foz do Arelho.
Em declarações à agência de notícias Lusa, o porta-voz sintetizou as declarações de um encontro, que durou dois dias, e debateu temas como "A juventude angolana na era da globalização", a "Integração e reintegração da juventude angolana na sociedade" e "Formação especializada, empregabilidade e empreendedorismo em Angola". O evento serviu para mostrar aos estudantes "a necessidade de quadros e mão-de-obra qualificada" num país que "precisa do envolvimento da sociedade para ajudar o Estado a promover o desenvolvimento".
A maioria dos estudantes demonstrou vontade de regressar ao país, preferindo Luanda em detrimento das restantes províncias. "A falta de infra-estruturas noutros locais leva as pessoas a optar por Luanda, mas a reconstrução do país passa também por uma mudança de mentalidades", alegou Evaldo Fonseca, que apontou Benguela, Lubango e Huambo como regiões que começam a tornar-se atractivas. O encontro contou com a participação de representantes do Governo, deputados da Assembleia Nacional de Angola, quadros e membros das associações de estudantes angolanos radicados em Espanha, Portugal e Reino Unido.
O evento foi o mote para a celebração de um protocolo com o Instituto de Implantologia e outro com a Real Transfer, que isenta os estudantes do pagamento de taxas nas transferências de verbas entre os dois países.

Petróleo

Obras do terminal de combustível e gás terminam em 2011

As obras de reabilitação e ampliação do terminal de armazenamento de gás butano e derivados do petróleo, da Sonangol Logística, localizado no município do Lucala, (província do Kwanza Norte), poderão ser concluídas em Junho de 2011.
Em entrevista hoje, segunda-feira, à Angop, o responsável da referida unidade, Carlitos Domingos Francisco, considerou que as obras incluem a reabilitação de três reservatórios de gasolina, sendo um com capacidade de 60 metros cúbicos e dois de 203 metros cúbicos, enquanto o armazenamento de gasóleo vai contar com um depósito de 151 metros cúbicos.
A execução das obras está a cargo da empresa “GDK-Angola”. A primeira fase teve início em Maio de 2008 e compreende a reabilitação de uma área de dois mil e 184 metros quadrados. O responsável lembrou que a primeira fase do projecto consistiu na reabilitação de um reservatório com capacidade para armazenar 25 metros cúbicos de petróleo iluminante, construção da ilha de enchimento, carga e descarga de caminhões cisternas. Incluiu também uma central de armazenamento de gás butano e um tanque de extinção de incêndios com a capacidade de 70 metros cúbicos de água, a partir do rio Lucala.
Carlitos Domingos assegurou que os trabalhos decorrem a bom ritmo, referindo que a única dificuldade prende-se com os atrasos registados no desalfandegamento dos equipamentos a partir do Porto de Luanda.
Segundo o responsável, o terminal do Lucala vai contar com um sistema de avaliação dos produtos contaminados e de detecção de derrames de combustível, para além de um refeitório e outras dependências indispensáveis para o normal funcionamento da instituição.
No quadro da segunda fase, já em curso, será construído um edifício administrativo, uma oficina para manutenção de viaturas, faltando a conclusão da segunda plataforma de descarga de depósitos atrelados aos vagões do comboio dos Caminhos-de-Ferro de Luanda (CFL) e um parque de estacionamento com capacidade para 20 camiões cisterna.
O responsável afirmou que está em curso a construção de mais três reservatórios de gasóleo com capacidade de 250 metros cúbitos cada, um de gasolina e um de petróleo iluminante com as mesmas dimensões.
Carlitos Domingos garantiu que até ao final das obras, o terminal de armazenamento da Sonangol do Lucala vai dispor de uma capacidade de armazenamento de mil e 933 metros cúbicos de combustível, contra os anteriores 433 metros cúbicos.
Construído em 1957, o terminal de armazenamento de gás e combustível da Sonangol, localizado no município do Lucala, beneficia actualmente de obras profundas de reabilitação e ampliação, após ter sido completamente pilhado durante a guerra pós eleitoral de 1992.


Saúde


Centro de saúde de Cambuengo necessita de obras

O Centro de saúde da comuna de Cambuengo, Huambo, carece de reabilitação urgente das infra-estruturas devido ao acentuado estado de degradação. Em declarações à Angop, o director, Mateus Kanhina, admitiu hoje que se verifica a necessidade de uma ambulância para evacuar os pacientes em estado grave para a capital da província.
Mateus Kanhina explicou que, apesar do centro de saúde ter sido inaugurado em Junho de 2009, apresenta fissuras nas paredes, há infiltração de água através da cobertura, o que coloca em risco os pacientes internados e funcionários. Entretanto, informou que a única unidade hospitalar da comuna, nos primeiros nove meses deste ano, atendeu nove mil 757 pacientes com patologias diversas, dos quais internaram 195.
O director do centro de saúde de Cambuengo disse que as grávidas com complicações durante o parto são as que mais sofrem com a ausência de ambulância. "Sempre que nos deparamos com esta situação, evacuamos as pacientes para o hospital municipal do Mungo, que dista a 35 quilómetros, mas sem ambulância é quase difícil", lamentou.




Justiça

Presidente do Supremo descontente com condições da DPIC


O Presidente do Tribunal Supremo, Cristiano André, mostrou-se descontente com as condições actuais de trabalho dos funcionários da Direcção Provincial da Investigação Criminal (DPIC) do Bié.

Cristiano André prestou estas declarações na conferência de imprensa, no quadro da visita de três dias que efectuou na província do Bié, depois de ter constatado o funcionamento do órgão judicial no Kuito. No seu entender, os oficiais daquele sector trabalham em condições inaceitáveis face às exigências do mundo actual. De acordo com a Angop, o responsável sublinhou que no DPIC "as condições de trabalho são bastante preocupantes, porquanto não garantem o normal funcionamento, daquele prestimoso órgão afecto a polícia nacional". "Daquilo que constatei, as condições existentes não permitem um trabalho de qualidade, uma vez que desqualifica aqueles que tem por missão a instrução dos processos de diversos delitos que se registam constantemente na região”, frisou.

O presidente do Tribunal Supremo referiu que espera que as condições de trabalho daquele órgão policial sejam re-estruturadas o mais rápido possível, de forma a dar dignidade a instituição.

Além da DPIC, Cristiano André visitou as instalações do Tribunal e Procuradoria Provincial do Bié, no município do Andulo e ministrou aulas aos oficiais de justiça afectos aos tribunais e procuradorias das províncias de Benguela, Huambo, Kwanza Sul e Bié.

Desporto


Sucessor de Pedroto divulgado em Novembro


O substituto do treinador do Petro de Luanda, Bernardino Pedroto, será conhecido no dia 3 de Novembro, depois da disputa da última partida do campeonato. Ovice-presidente do clube, Tomás Faria, adiantou à Angop que será realizada uma conferência de imprensa, onde serão divulgadas as razões do fim de contrato com Pedroto. Com o técnico português, o Petro de Luanda conquistou dois campeonatos (2008 e 2009).

Tomás Faria preferiu não indicar os nomes dos candidatos ao lugar, embora nos últimos dias os meios de comunicação social tenham especulado a existência de contactos com os treinadores Mário Calado, ligado ao Santos FC, e David Dias, ex-técnico do Recreativo da Caála.

Bernardino Pedroto despediu-se terça-feira dos seus atletas e vai orientar a equipa pela última vez no próximo domingo, quando defrontar no estádio da Cidadela o Recreativo da Caála, na 30ª jornada. O técnico portuguÊs estreou-se no Girabola em 2001, ao serviço dos aviadores, classificando-se na segunda posição e, nos três anos seguintes (2002, 2003 e 2004), dominou a prova. É o treinador mais titulado do campeonato angolano, com cinco troféus: dois pelo Petro de Luanda e três pelo Atlético Sport Aviação (ASA).

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Estratégia

ICCT prevê cobertura até 80 por cento


O Instituto de Combate e Controlo das Tripanossomíases (ICCT) prevê aumentar, de quatro para 80 por cento, a cobertura epidemiológica da doença do sono. O plano entra em vigor em 2011 e vai prolongar-se até 2015. De acordo com o plano estratégico nacional de luta e controlo desta doença, analisado no encontro de técnicos deste instituto, no Libolo, Kwanza Sul, é ainda previsão a redução da incidência e prevalência de 70 porcento.
A Angop noticia que o ICCT vai organizar equipas móveis em número de 23 para o rastreio e diagnóstico da doença nas províncias endémicas e tornar funcional 42 centros de tratamento para curar e seguir os doentes detectados, bem como massificar a luta anti-vectorial com a participação da comunidade para cortar a transmissão.
Reforçar as unidades de análise de dados e de estatística, organizar pequenas equipas de vigilância quantitativa e qualitativa para trabalhar nas zonas endémicas remotas e não só, bem como realizar acções de formação permanente, elaborar protocolos de investigação e divulgar os resultados são outros objectivos do ICCT.
De acordo com o director geral do ICCT, Josenando Teófilo, o plano estratégico nacional de luta e controlo das tripanossomíases para o período 2011-2015 visa a sua eliminação enquanto problema de saúde pública, estendendo e intensificando as actividades nas zonas endémicas para assegurar uma melhor qualidade de vida às populações e, consequentemente, contribuir no aumento da produção e produtividade agrícola e pecuária que levam ao crescimento económico do país e ao combate à pobreza.
A tripanossomíase humana africana é uma doença parasitária que pode ser mortal quando não é tratada, mal medicada ou tardiamente detectada. Ela simula muitas doenças febris do foro tropical e é responsável, na fase avançada, por sequelas neurológicas e perturbações endocrinianas polimorfos.

Política

Ministro da Defesa considera situação de Cabinda estável


O ministro da Defesa Nacional, Cândido Pereira Van-Dúnem, considerou que a situação político-militar em Cabinda está estável. Durante uma visita de trabalho de algumas horas a esta província, o responsável, que se fez acompanhar pelas altas patentes do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), manteve encontros de trabalho com comandantes e outros responsáveis da Região Militar Cabinda, durante as quais foi informado sobre o estado político e militar da província.
O governante reuniu também com responsáveis do executivo local, para análise da vida socio-político e militar da região. A comitiva ministerial regressou ontem, quinta-feira, à capital do país, Luanda.

Saúde

Centro de Saúde do Caungula inaugurado amanhã

O centro de saúde do município do Caungula, província da Lunda Norte, será inaugurado amanhã, sábado, pelo governador Ernesto Muangala. A infra-estrutura construída de raiz é composta por uma sala de tratamento, consultório, laboratório de análises clínicas, sala de internamento, balneários e área administrativa.
O centro de saúde construído no quadro do programa de inaugurações alusivas ao 11 de Novembro, dia da proclamação da independência nacional, vai garantir a população melhores serviços de saúde. De acordo com o programa de actividades, o governador Ernesto Muangala realizará a entrega de uma viatura e electrodomésticos ao regedor da localidade do Zovo no município do Caungula.
De igual modo procederá a entrega de um gerador eléctrico e um televisor ao agente do posto de guarda fronteira do Março 28.




Sociedade

Benguela: Taxistas prometem manter preços


O secretário da comissão instaladora da Associação dos Taxistas do município do Lobito (Benguela), Ernesto António, prometeu ontem, quinta-feira, que o preço de 100 Kwanzas praticado na rota Benguela-Lobito/ Benguela-Baía Farta (e vice-versa) é para manter enquanto decorrem as negociações com as autoridades competentes da nova proposta apresentada na sequência da subida da tarifa do combustível.
Segundo o responsável, em declarações à Angop, a decisão dos taxistas vai ao encontro da mensagem do empresário Bento Kangamba, que ajudou 157 proprietários de viaturas de táxis (dos 1.500 previstos), com 400 dólares, cada um, para comprar combustível e continuar a circulação sem especular o preço.

Manifestou-se satisfeito com a atitude do empresário Bento Kangamba, afirmando que o preço de 50 kwanzas entre localidades não vai sofrer alterações, na medida em que os taxistas devem aguardar pelos resultados da negociação aberta em função da nova tabela, que propõe uma tarifa de 150 para as rotas entre aqueles municípios e 100 para a periferia.
Ernesto António explicou que com a verba recebida, os taxistas vão adquirir combustível para abastecer as suas viaturas durante mais de um mês, “sem precisar de recorrer ao aumento do preço uma vez que está em curso o processo de negociação entre a comissão instaladora da associação e os demais sectores intervenientes nesta matéria”. O responsável espera que haja um acordo sobre a nova tabela de preços entre a associação e as autoridades competentes para se contornar toda a situação que coloque em risco a actividade de transportes de passageiros em Benguela.

Cultura


Yola Semedo apresenta Minha Alma em Maputo


A cantora angolana Yola Semedo está em Moçambique para promover dois concertos, que estão agendados para hoje, sexta-feira, e sábado. A artista vai actuar em Maputo e apresentará o seu mais recente trabalho discográfico “Minha alma”.
Os moçambicanos Neyma Alfredo e Sweet Boys foram os escolhidos para acompanhar a cantora. “Este disco foi muito bem aceite em Angola e as informações que tenho é que também foi bem aceite aqui em Moçambique, pelo que não podia desperdiçar este convite do Big Brother Entretenimento, que tem feito muito para elevar a música dos dois países”, referiu Yola Semedo à Angop.
Os temas “Injusta” e “ Say Yo” são os mais conhecidos do seu segundo CD “Minha Alma”, que já vendeu mais de 50 mil cópias em toda Angola.
Yola Moutofa Coimbra Semedo nasceu na cidade do Lobito (Benguela) a 8 de Maio de 1978. É actualmente a artista angolana mais premiada. Conquistou o prémio de “Voz de Ouro de África” (1995) em representação de Angola no festival organizado pela Unesco, na Bulgária. Foi considerada melhor voz feminina de Angola três vezes (2000, 2006, 2007). Ganhou o prémio de Balada do ano (2006), melhor intérprete feminina, duas vezes (2006, 2007), diva do ano em 2007 e 2008. A princípio deste mês conquistou a edição 2010 do Top dos Mais Queridos, uma realização da Rádio Nacional de Angola, batendo na concorrência a artista Ary e os Irmãos Almeida.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Sociedade

Siameses morrem no regresso a Luanda


Os dois bebés siameses angolanos que vieram a Portugal avaliar a hipótese de separação morreram no avião a caminho de Luanda. David e Bernardino partilhavam o mesmo coração, que deixou de bater a meio da viagem. David e Bernardino, dois bebés siameses de dois meses, regressavam a Angola, depois de uma visita médica a Portugal, para saber se era possível separar os corpos, unidos pelo tronco. Francisco Domingos, chefe da equipa médica que acompanhou os gémeos a Portugal, confirmou a insuficiência cardíaca que vitimou David e Bernardino. Ao fim de cerca de quatro horas e meio de voo, mais ou menos a meio da viagem, a bordo de uma avião da TAAG, o único coração funcional e que ligava os dois deixou de bater. "Com a situação que tinham era uma questão de tempo, o que infelizmente foi de horas; não aguentaram", conta a Agência AngolaPress.

Os siameses estiveram menos de uma semana em Portugal. Chegaram há oito dias, na passada quinta-feira, acompanhados pela mãe. Segundo Francisco Domingos, o diagnóstico feito em Angola carecia de melhor avaliação e foi depois de examinados em Portugal que se constatou que a separação desejada não era possível. Observados no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, concluiu-se que partilhavam o fígado e o coração, dois órgãos vitais, e não podiam estar separados. "Se estivessem ligados apenas por um órgão, talvez facilitasse a cirurgia, mas nestes casos é realmente muito difícil, até porque as crianças entrarão muito facilmente em insuficiências cardíacas", informou, no início da semana, aquela unidade hospitalar em comunicado.

Comunicação

Cefojor e Embaixada dos EUA organizam seminário sobre assessoria de imprensa


O Centro de Formação de Jornalistas (Cefojor) e a Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) vão realizar, de 25 a 29 do mês, em Luanda, um seminário de capacitação sobre assessoria de imprensa.
De acordo com uma nota proveniente dos serviços de imprensa e cultura da Embaixada dos EUA, noticiada pela Angop, o evento será dirigido aos assessores de imprensa, porta-vozes, jornalistas seniores e interessados dos órgãos de comunicação social públicos e privados. A ser orientado pelo conferencista americano Sheldon Austin, o encontro se realizará no âmbito da parceria existente entre o Ministério da Comunicação Social de Angola, através do Cefojor, e a Embaixada dos Estados Unidos.
O certame, que prevê reunir cerca de 60 participantes, que serão divididos em dois turnos, vai abordar temas ligados ao papel de um jornalista, assessor de imprensa, o que fazer e o que não fazer ao lidar com a mídia.
A criação de um plano de comunicação, a elaboração de uma campanha de mídia, as ferramentas da assessoria de imprensa, as entrevistas e lidando com a mídia audio-visual, as conferências de emergência, ética, códigos de conduta imprensa e sobre o planeamento de eventos constam igualmente das matérias a serem debatidas. As inscrições estão abertas aos interessados no Cefojor.

Diplomacia

Novo adido militar na África do Sul destaca relacionamento


O novo adido militar de Angola na África do Sul, Luís Inácio Muxito, manifestou ontem, quarta-feira, em Pretória, a sua aposta no fortalecimento das relações bilaterais, tendo em conta o actual momento político. O brigadeiro da Força Aérea Angolana pronunciou-se após a sua acreditação como adido militar de Angola neste país, numa cerimónia que decorreu no Colégio Militar de Pretória. Ao referir-se às relações militares entre os dois países, Luis Muxito afirmou que estão no bom caminho. "Estamos a tentar fortificá-las, aproveitando o momento bom que atravessamos do ponto de vista político", afirmou.
Na mesma ocasião, foram acreditados dois adjuntos do adido militar de Angola, o capitão de Fragata Divaldo Van-Dúnem e o major engenheiro João Maria Hunguenhe, além de representantes militares de 13 outras representações diplomáticas.
A cerimónia foi presidida pelo chefe dos Serviços de Inteligência Sul-africanos, tenente general Abel Moxolisi Shilubane, e assistida por diplomatas e familiares.
Luís Maria Muxito, de 53 anos, é piloto de formação e licenciado em relações internacionais. Substitui no cargo o tenente general Fernando João da Silva. Esta é a sua segunda missão, desde que iniciou a carreira em 1999 na embaixada de Angola na Federação Russa. Antes de entrar na diplomacia, foi comandante da escola de pilotos do Lobito, numa carreira militar de cerca de 36 anos.



Direitos humanos


Secretaria de Estado promove encontro sobre direitos humanos


Cerca de 200 representantes de associações da sociedade civil debatem a partir de hoje, quinta-feira, em Luanda, assuntos relacionados com os direitos humanos, numa iniciativa da Secretaria de Estado para os Direitos Humanos. O encontro termina amanhã e da agenda constam temas relacionadas com o "Mandato e Funcionamento da Secretaria de Estado dos Direitos humanos", "Experiências e Estratégias da Sociedade Civil na Promoção e Protecção dos Direitos Humanos" e "Estabelecimento de Parcerias entre Instituições do Governo e da Sociedade Civil".
Sob o lema " Juntos por uma cultura dos direitos humanos", o certame promove igualmente uma análise aos "Mecanismos de Elaboração de Relatórios de Direitos Humanos em Angola”.
Este primeiro fórum sobre os direitos humanos enquadra-se na estratégia do órgão governamental para o sector, que consiste em promover uma cultura nacional de respeito pelos direitos humanos, tendo como objectivo a aposta no seu respeito, através de acções que visam analisar formas de solucionar alguns problemas que dificultam a implementação desta meta.
Participam no evento organizações não-governamentais, entre distintas personalidades da sociedade civil. Os temas serão apresentados por quadros de várias instituições nacionais.

Segurança

País aborda a experiência em desarmamento em Brasília



A experiência de Angola em desarmamento de cidadãos em posse ilegal de armas será apresentada num seminário internacional, que inicia hoje, quinta-feira, na capital do Brasil.
Em Brasília, encontra-se desde ontem uma delegação da Comissão Nacional para o Desarmamento da População, orientada pelo comissário-chefe Paulo de Almeida, que participará no fórum até sexta-feira.
Em declarações à Angop, o comissário-chefe afirmou que o país foi convidado a participar no seminário porque o seu programa de desarmamento serve de exemplo a nível do continente africano e não só. "Iremos apresentar o processo completo e que contribuições esperamos dos outros países para o fortalecimento da nossa campanha", frisou Paulo de Almeida, explicando que o processo é dinâmico e depende da realidade de cada país.
Apesar deste reconhecimento, afirmou existirem alguns aspectos globais que exigem uma pesquisa conjunta de formas para banir esta problemática.
Recordou que, desde o início do processo, em 2008, foram recolhidas mais de 85 mil armas diversas, reduzindo-se a ostentação de armas em público, os crimes com recurso a estes meios e melhorando o sentimento de segurança dos cidadãos.

Paulo de Almeida salientou que o programa vai prosseguir por mais dois anos, permitindo que os renitentes façam a entrega voluntária ou sejam coagidos a desfazerem-se dos artefactos.

Contrariamente ao número recolhido em fases anteriores, nos últimos dias a corporação tem registado entregas em menor quantidade, o que evidencia o sucesso do processo.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Agricultura

Angola cria condições para relançamento da produção pecuária

O executivo angolano está a trabalhar para o desenvolvimento da produção pecuária e pesqueira no país, no quadro da produção familiar e empresarial, informou hoje, na cidade do Huambo, o ministro da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas, Afonso Pedro Canga. Em declarações aos participantes do II Congresso Angolano de Medicina Veterinária e do XII Internacional em Língua Portuguesa, que decorrem até ao dia 21 deste mês, afirmou que, neste sentido, a formação de quadros em diferentes níveis e a investigação científica são de domínios prioritários no programa do executivo angolano, afirmando que estão em curso projectos de formação de especialistas no país e no estrangeiro.

Pedro Canga informou também estar em curso um programa de reabilitação e construção de infra-estruturas de apoio à investigação científica (Estações Zootécnicas, Laboratórios, Estações Experimentais) , ligadas aos Institutos de Investigação Veterinária (IIV) e Agronómica.

Reconheceu, igualmente o empenho nas actividades de investigação científica, no domínio dos recursos biológicos, aquáticos, através do Instituto de Investigação Pesqueira.

Do mesmo modo, estão em curso acções direccionadas para a futura implementação de projectos de produção de determinadas vacinas e medicamentos de uso veterinário, para fazer face às necessidades cada vez mais crescentes do país.

Pedro Canga agradeceu a colaboração da Ordem dos Médicos Veterinários, que considerou de parceiro importante, tendo renovado o compromisso de apoiar as acções que têm promovido.

Participam dos congressos, médicos veterinários de Angola, Brasil, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe, que vão discutir, em quatro painéis, temas "A produção Animal", "Clínica e patologia de animais de companhia", "Sanidade animal" e "saúde pública veterinária".


Segurança

Polícia promove acções de prevenção


O Comando Provincial de Luanda da Polícia Nacional iniciou, há duas semanas, em diversos bairros do município de Viana, com um ciclo de encontros com a comunidade, com vista a prevenir ocorrências criminais.
Em declarações hoje, à Angop, o seu porta-voz superintendente-chefe Jorge Bengue, admitiu que a acção consiste igualmente na recolha do maior número de preocupações possíveis relativamente às principais preocupações das comunidades, ligadas à segurança nos bairros.
De acordo com o oficial da corporação, os encontros estão a ser realizados pelo comando de divisão de Viana, através das esquadras e vai estender-se até final de Novembro aos restantes municípios de Luanda.
Jorge Bengue apontou como os principias crimes registados pela Policia Nacional na província, roubos e furtos no interior de residências, bem como violações sexuais.
Com uma população estimada em mais de cinco milhões de habitantes, fazem parte da província de Luanda os municípios da Ingombota, Samba, Sambizanga, Rangel, Maianga, Kilamba Kiaxi, Cazenga, Cacuaco e Viana.

Saúde

Minars apoia mais de 300 crianças com Sida


A direcção provincial da Assistência e Reinserção Social (Minars), no Cunene, encontra-se a assistir 345 crianças dos zero aos dois anos de idade portadoras do vírus da Sida com suplemento de leite materno.
De acordo com o director local do Minars, Mateus Nduulipoupiu, em entrevista à Angop, as crianças oriundas dos seis municípios que compõem a província estão a receber leite infantil, de modo a contribuir para a sua dieta alimentar, uma vez que na sua maioria tratam-se de crianças órfãs com famílias vulneráveis. A acção visa manter uma dieta adequada, com vista a um crescimento saudável, assegurando especial protecção à criança órfã.
Mateus Nduulipoupiu lamentou que actualmente se nota uma rotura no stock do armazém, com a falta de leite e outros bens alimentares, uma vez que este apoio é proveniente da direcção central em Luanda e até ao momento aguarda-se pela resposta do ministério de tutela.
O responsável fez saber que além destas crianças, o Minars está assistir cerca de mil 888 crianças carentes e órfãos com assistência alimentar, vestuário apoio a educação saúde entre outros bens de primeira necessidade.

Sociedade

Huíge: pessoas carentes beneficiam de projectos sociais


As famílias carentes foram inseridas, de 2008 a Abril de 2010, em projectos agro-pecuários e de formação profissional, na província do Uíge, implementados pela Ong nacional MIAZAZA, informou hoje, quarta-feira, à Angop, o secretário provincial da organização, Óscar Malobocolo. No total, foram beneficiadas 540 pessoas.
Segundo o responsável, foram beneficiados ex-militares, mulheres e jovens dos municípios do Quimbele, Milunga e Buengas, situados a nordeste da província do Uíge.
No domínio da agricultura, adiantou, os beneficiários receberam instrumentos de trabalho (catanas, enxadas e limas) e sementes agrícolas, enquanto na área de pecuária, foram distribuídas aos beneficiários cabras para criação.
Quanto à formação profissional, revelou que os jovens foram formados nas opções de carpintaria, serralharia, alvenaria, alfaiataria e artesanato.
O projecto denominado MIAZAZA I e II, abarcou ainda a reabilitação de duas escolas primárias de quatro salas cada, na povoação do Kambuaia e sede do município do Quimbele, respectivamente, incluindo o seu apetrechamento.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Petróleo


Sonangol anuncia nova descoberta de petróleo

A Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) e a ENI anunciaram hoje uma nova descoberta comercial de petróleo no poço Mpungi-1, no Bloco 15/06, em águas profundas da Bacia do Baixo Congo. Segundo uma nota de imprensa divulgada pela Angop, o poço Mpungi-1, localiza-se a cerca de 120 quilómetros da costa angolana e foi perfurado numa lâmina de água de mil e 50 metros, tendo alcançado uma profundidade total de 2.300 metros, tendo encontrado petróleo nos reservatórios do Mioceno inferior e superior. A Sonangol EP é a concessionária do Bloco, sendo o Grupo Empreiteiro constituído pela ENI Angola como Operador (35%), a Sonangol E&P (15%), SSI Fifteen Limited (20%), Total E&P (15%), Falcon Oil Holding Angola (5%), Petrobras Internacional Braspetro BV (5%) e Statoil Angola Bloco 15/06 Award AS (5%).