Bem-vindos ao blog da revista Angola'in!

Uma publicação dirigida a todos os angolanos, que pretende ser o elo de ligação da lusofonia. Queremos que este espaço seja mais um meio de contacto com os nossos leitores e todos aqueles que têm ligações a este país. O nosso objectivo é estarmos próximos de si e, com isso, esperamos acolher a sua simpatia e a sua opinião, como forma de enriquecer o nosso trabalho. O seu feedback é uma mais-valia, um estímulo para continuarmos a desenvolver um projecto inteiramente dedicado a si!

Angola'in à venda em Portugal e Angola

Angola'in à venda em Portugal e Angola
A 1ª edição 2012 da Angola'in é pura sedução! Disponível em Angola e Portugal, a revista marca o seu regresso ao bom estilo das divas: com muito glamour e beleza. Uma aposta Comunicare que reserva grandes surpresas para os seus leitores

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Sociedade

Instituto trabalha para acabar com violação dos direitos da criança


O responsável do Instituto Nacional da Criança no município do Cazenga, em Luanda, Ananias da Costa, apontou a falta de registo de nascimento, assistência médica e fuga a paternidade, como os casos mais frequentes de violação dos direitos da criança na localidade.
Em declarações hoje, quarta-feira, à Angop, o responsável do INAC fez saber estarem a realizar várias actividades para combater este mal, em conformidade com a Convenção das Nações Unidas de 20 de Novembro de 1989.
Ananias da Costa disse que diariamente são registadas diversas violações, concernentes a falta de apoio a assistência médica-medicamentosa, de inserção no sistema de ensino, registo de nascimento e outros direitos básicos. Precisou que os adultos que violam estes direitos, em caso de acções premeditadas, deveriam ser responsabilizados criminalmente, acrescentando que para alterar este quadro o sector tem realizado palestras com alunos e professores, bem como nas comunidades.
Frisou que a criança tem direito à vida, educação, saúde, lazer e liberdade, aspectos básicos e fundamentais para um crescimento saudável.



Ambiente

Reunião de peritos junta mais de 300 participantes


A reunião técnica dos peritos dos sectores do Ambiente e Saúde junta desde ontem e até hoje, quarta-feira, em Luanda, mais de 300 participantes, incluindo responsáveis governamentais e académicos, bem como representantes de organizações bilaterais e multilaterais. Hoje vão estar em análise questões como a disposição para o recurso da aliança estratégica entre a saúde e o ambiente, posição face as alterações do clima, afectação de recursos e adopção do relatório da reunião ministerial de alto nível.
Quatro apresentações principais constituíram alguns dos destaques do primeiro dia da reunião técnica. A conferência ministerial deverá subscrever as conclusões e as recomendações de um relatório regional sobre o exercício de análise de situação e avaliação das necessidades em todo o continente.
As apresentações principais definem o quadro para uma discussão de fundo sobre estas questões em discussão de grupos paralelas a decorrer.
A Sessão foi aberta pelo o vice-ministro do Ambiente, Syanga Abílio, que exortou os países africanos a conjugarem esforços na elaboração de planos que irão consolidar a verdadeira aliança estratégica entre a saúde e o ambiente no continente. De acordo com a Angop, frisou igualmente a importância de se manter o compromisso para intensificar planos integrados de desenvolvimento nacional, com vista a fazer face aos riscos ambientais com impacto negativo na saúde humana. Por seu turno, o director regional da OMS, Luís Gomes Sambo, fez alusão a distribuição global desproporcionada do fardo de doenças atribuíveis a factores ambientais evitáveis, notando que os países em desenvolvimento, sobretudo os africanos, são os mais fortemente afectados.
Luís Sambo afirmou que a OMS e o Programa das Nações para o Ambiente (PNUA), ambos co-patrocinadores da reunião em Luanda, encaram a implementação da Declaração de Libreville como uma das prioridades e compromete-se a dar apoio as duas agências.
O representante do PNUA, na reunião, afirmou que enquanto o ambiente em África continua a ser degradado, mais pessoas ficarão vulneráveis aos riscos para a saúde.
A conferência inter-ministerial, que deverá ser aberta pelo vice-presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos, pretende, entre outras, garantir sustentabilidade do engajamento político assumido pelos ministros em Libreville, em 2008, sobre o aumento das acções intersectoriais e os benefícios daí subjacentes para a saúde humana e ambiente, como parte do seu compromisso para com o desenvolvimento sustentável nos países da região africana.


Cultura

Artista plástico expõe "Vidas na Banda"

O artista plástico luso-angolano Miguel Barros vai expor, pela primeira vez no país, na Galeria Celamar, em Luanda, de 25 de Novembro a 2 de Dezembro, 31 quadros do seu mais recente trabalho. De acordo com a Angop, as obras reflectem a realidade e a singularidade do quotidiano dos angolanos sem, contudo, nunca perder a universalidade. “Vidas na Banda” retrata isso mesmo. O dia-a-dia das pessoas que se cruzam na rua com o Miguel e que se tornam rapidamente parte do imaginário que o acompanha”, relata a nota divulgada pela agência de notícias.
Miguel Barros trabalha em pintura desde 1999, tendo já exposto em vários países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), nomeadamente, Portugal, Moçambique e Cabo Verde, assim como em Goa, na Índia.
Participou e realizou inúmeras exposições colectivas, das quais se destacam a de 1995, no Centro Cultural de Belém, Lisboa, 2001 Museu da Mãe-d’água “Um olhar sobre África", Lisboa; 2002 Ministério das Finanças, Terreiro do Paço, Lisboa.
Exposições individuais (1996 "Goa em Lisboa", Fundação Oriente, Pangim, Goa, Índia; 1998 Centro Cultural Português, "Áfricamar", Maputo, Moçambique, 2002 Fundação Calouste Gulbenkian, "50 Pinturas Recentes"; 2003 Galeria Arte Privada, "Um olhar a Oriente", Lisboa; 2010 Fundação Sousa Pedro, “Terras de Angola”, Lisboa; 2010 “Continente Berço” MAC Movimento de Arte Contemporânea, Lisboa…). O artista plástico foi galardoado com os seguintes prémios Mérito de Pintura, MAC, 2007; Concurso de Arte Sacra, Santuário de Fátima, 2000, Centro Cultural de Belém, Menção Honrosa, CCB – Lisboa 1995, Concurso Jovem Artista, Santuário de Fátima, Menção Honrosa, 1990, concurso Design Vista Alegre, Menção Honrosa.

Atletismo

Selecção nacional para São Silvestre2010 foi divulgada

Os fundistas Tiago Baptista (Recreativo do Libolo), Lucas Ukuahamba (1º de Agosto), Felismina Cavela (Ara da Gabela) e Adelaide Machado (Interclube) foram seleccionados, terça-feira, para representar o país na 55ª edição da corrida São Silvestre, agendada para 31 de Dezembro.
O grupo inicia o trabalho no início de Dezembro (dia 3), na cidade do Huambo, sob orientação técnica do etíope Sofonias Bezabh, segundo o presidente da federação de atletismo, Carlos Rosa.
A prova, para a qual estão já inscritos representantes de 14 países, terá um percurso de 10 quilómetros, com início no largo da Mutamba e término no Estádio dos Coqueiros, em Luanda.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sociedade

Um milhão de dólares para projectos de distribuição de água

A aquisição e montagem de equipamentos de manuseamento de furos de água nos municípios do Curoca e Kwanhama, província do Cunene, pela Associação para Promoção do Desenvolvimento Comunitário Rural (MAFIKU), deverá ter um custo de cerca de um milhão de dólares.

O valor disponibilizado pelo Governo alemão visa apoiar projectos do executivo local na distribuição de água potável às populações residentes nos municípios do Curoca e Kwanhama.

Em declarações ontem, segunda-feira, à Angop, na cidade de Ondjiva, o coordenador para área de desenvolvimento rural, Miguel Arcanjo anunciou que o objectivo da MAFIKU consiste em equipar alguns furos abertos pelo governo local, com bombas submersíveis e placas solares para facilitar o acesso a água potável nestas localidades. Explicou ainda que, atendendo à época chuvosa, o projecto vai arrancar apenas no mês de Fevereiro de 2011, onde será desenvolvido nas localidades da Chipa, Okocua, Oluivi, Oshtotua, missão do Okafima e Ondova o Oshimolo.

Para o equipamento destes furos, a MAFIKU, contratou uma empresa nacional que receberá dez compressores de alta pressão provenientes da República da Alemanha, no valor de 55 mil dólares cada. Segundo o coordenador, com a conclusão do projecto espera-se que 9.695 pessoas e 1.430 cabeças de gado bovino beneficiem do precioso líquido.

A Associação para Promoção de Desenvolvimento Comunitária Rural foi criada em 1997 em Angola, apoia comunidades carentes em projectos de formação profissional, na erradicação de doenças transmissíveis, entre outros.

Desporto


Campeonato africano corre risco de sofrer novo adiamento


A II edição do campeonato africano de Futebol de Salão, agendado para o próximo mês de Dezembro, no Burkina Faso, corre risco de sofrer novo adiamento, segundo anunciou o secretário-geral da Federação Angolana de Futebol de Salão, Eliseu Major, que confirmou o facto no complexo desportivo Manuel Berenguel.
Interrogado pela Angop sobre o adiamento "sem data", do sorteio do Campeonato, por parte da Confederação Africana de Futebol, organismo que também é responsável pelo futsal no continente, numa altura em que só faltam pouco menos de um mês para o seu arranque, Eliseu Major, reiterou: “continuamos a aguardar que a CAF nos notifique, porque na verdade, essa informação que acaba de dar, é a mesma que oficialmente nós recebemos", respondeu.
"Agora vamos esperar. Eles ficaram de notificar-nos até final do mês de Novembro, por isso estamos a espera que isso aconteça a qualquer momento".
Ainda assim, avançou que já foram baixadas instruções à equipa técnica nacional para que siga para a cidade do Lubango (Huíla), acompanhar o campeonato nacional, com vista a identificar a pré-selecção.
Eliseu Major lamentou que razões logísticas estejam por traz dessa situação."Conhecemos bem como isso funciona aqui em África. Tudo indica que, provavelmente, este ano já não seja possível. É só recordar que o campeonato seria disputado em Janeiro deste ano, mas foi adiado e mais uma vez corre o mesmo risco", vaticina o responsável desportivo.
A primeira edição do campeonato africano de Futebol de Salão teve lugar em 2008 na Líbia, tendo a selecção anfitriã arrebatado o troféu. Angola classificou-se na terceira posição.

Educação

Governadora apela a ensino de qualidade


A governadora de Luanda, Francisca do Espírito Santo, aconselhou os professores a continuarem o seu empenho para um ensino de qualidade, com vista à formação do Homem.
Para a governante, o termo 'educação' não deve ser entendido apenas no sentido académico, pois este abrange inúmeros ângulos, tais como o ético, moral, ambiental, familiar, social, emotivo, psicológico, religioso e cívico, entre outros, devendo, por isso, se pugnar por uma educação multifacetada e integral.
Francisca do Espírito Santo pronunciou-se no município da Samba, enquanto presidia o acto provincial do dia do educador. Referiu que o docente deve sempre primar pela observância rigorosa dos princípios pedagógicos, no sentido de evitar actos de corrupção."O país precisa de professores competentes que aspirem cada vez mais a elevação do nível profissional com honestidade e responsabilidade, única forma de granjear o respeito, carinho e sobretudo a consideração por parte de toda a sociedade", frisou.
Considerou, por outro lado, a educação e o ensino como componentes determinantes da política social e quanto maior for o seu nível de organização, desenvolvimento e expansão maior será a possibilidade de os angolanos colocarem o país na senda do progresso. Ressaltou que o governo continua a empreender esforços para que se possa alcançar os objectivos desejados, estando, nesta senda, a implementar vários programas virados para a melhoria das condições sociais da vida da população. O 22 de Novembro é comemorado como Dia Nacional do Educador desde 1976, aquando do lançamento da campanha nacional de alfabetização, pelo primeiro Presidente da República de Angola, António Agostinho Neto, sob o lema "Estudar é dever revolucionário".

Construção


Fábrica de tijolos de Caconda avança em 2011

Adão Sebastião César explicou que a fábrica de tijolos vai empregar mais de 70 funcionários, principalmente jovens que residem no município de Caconda.Uma cerâmica com capacidade de produção de cinco mil tijolos por dia será, no próximo ano, construída no município de Caconda, pela administração municipal, no âmbito do programa de combate à pobreza. O administrador Adão Sebastião César afirmou numa entrevista à Angop que a unidade fabril será construída numa área de quatro mil metros quadrados para apoiar o programa de reconstrução e desenvolvimento do município e vai custar 30 milhões de Kwanzas. Apesar de não revelar o número de residências a serem construídas no município de Caconda, no âmbito do programa de fomento a habitação, o administrador adiantou que administração está a distribuir parcelas de terra à população, para a auto-construção dirigida. "Com a construção da fábrica, os populares vão ver o problema da falta de material de construção resolvido", sublinhou. O município de Caconda, 236 quilómetros a Norte da cidade do Lubango, tem uma população estimada em 175.216 habitantes e ocupa uma área territorial de 4.715 quilómetros quadrados.

Beneficiência

Rotary Club de Luanda Sul admitido na organização internacional

O Rotary Club de Luanda Sul, em Angola, foi admitido ontem, segunda-feira, no Rotary Internacional, durante um jantar de gala realizado no Hotel de Convenções de Talatona. Na ocasião foi entregue, por parte do Rotary Club Distrital, que engloba as Repúblicas da África do Sul, Namíbia e Angola, um diploma.
A organização angolana que tem como presidente, Isabelle Bramba-Crettaz, e vice-presidente Joaquim de Almeida, tem mandato de um ano e está a projectar a intervenção em campanhas de vacinação contra pólio, alfabetização, distribuição de material didáctico e angariação de fundos para a aquisição de alimentos a ser doados as comunidades carentes da zona sul da capital angolana.
Em Fevereiro de 2011, está prevista a realização de um jantar de gala em comemoração do aniversário do Rotary internacional, onde serão angariados fundos para apoiar a comunidade.
Fundada em 1905, o Rotary International é uma associação internacional de Rotary Clubes dedicados à prestação de serviços no mundo, guiada pelo lema "Dar de si antes de pensar em si", promovendo a verdade, justiça, melhores relações entre os povos e paz mundial. A missão do Rotary International é servir a comunidade carente, difundir altos padrões éticos, promover a boa vontade, paz e compreensão mundial por meio da consolidação de boas relações entre líderes profissionais, empresariais e comunitários por intermédio dos seus 33.886 clubes, 531 distritos e mais de um milhão de associados, em mais de 200 países e áreas geográficas.

O Rotary Club Luanda Sul pretende ter uma actividade cada vez mais abrangente na sua zona e, por este motivo, promove, além das reuniões semanais, um jantar de beneficência a ser realizado na última semana de cada mês.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Diplomacia

Vice-presidente chinês iniciou visita oficial


O vice-Presidente da China, Xi Jinping, chegou hoje, segunda-feira, a Angola para uma visita oficial que termina no sábado, com o objectivo de reforçar os laços que unem Pequim ao seu principal parceiro comercial em África.
Sem prestar declarações à chegada, Jinping foi recebido no aeroporto de Luanda pelo seu homólogo, Fernando dos Santos, com honras militares, tendo de seguida iniciado um encontro com o presidente angolano, José Eduardo dos Santos, no palácio presidencial, na Cidade Alta. Xi Jinping chega a Luanda oriundo da África do Sul, tendo a imprensa chinesa citado o vice-Presidente chinês, que defendeu o esforço dos dois governos para que as relações bilaterais "caminhem até um nível mais elevado" do que aquele que se regista actualmente. Colocando o ênfase nas vantagens mútuas deste relacionamento, Jinping afirmou ainda à imprensa chinesa que esta visita vai "consolidar a tradicional amizade" entre Luanda e Pequim, bem como "aprofundar a confiança" e elevar a cooperação bilateral, sendo hoje Angola o maior fornecedor de petróleo ao gigante.

Saúde

Ministros da Saúde debatem estratégia para combater doenças ligadas ao ambiente


Luanda acolhe terça-feira uma conferência interministerial sobre Saúde em África para debater e analisar estratégias de combate às doenças relacionadas com o meio ambiente. Para a conferência (segunda do género depois da do Gabão, em 2008) são esperados ministros da Saúde de 46 países do continente africano.
Na reunião de Luanda, os responsáveis pela Saúde dos países africanos vão analisar o resultado da aplicação das medidas definidas em 2008, em Libreville, e aprovar um documento que prevê uma aliança estratégica alargada no continente para fazer face aos problemas do sector da saúde em África. O encontro de quatro dias será organizado pelo Governo de Angola com o apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Programa das Nações Unidas para o Ambiente.
O vice-presidente da República de Angola, Fernando dos Santos, em conjunto com a directora mundial da Organização Mundial de Saúde, Elizabeth Chan e Luís Gomes Sambo, director regional da OMS em África.

Negócios


Empresas lusas à descoberta de Cabinda
Uma dezena de empresas portuguesas de diversos sectores de actividade parte hoje para uma missão empresarial a Luanda e Cabinda, organizada pela Associação Industrial Portuguesa - Confederação Empresarial (AIP-CE) e a Associação Empresarial da Região de Lisboa (AERLIS). "Além das oportunidades de negócio em Luanda, abrem-se a cada dia inúmeras oportunidades nas restantes províncias angolanas", assegurou a organização que indica que a aposta na província de Cabinda se deve ao seu "papel de relevo nas relações internacionais, reconhecido pelas autoridades angolanas que encetam esforços no sentido da recuperação do seu estatuto de Zona Franca, como atesta a aprovação do regime aduaneiro especial de Cabinda". "Esta nova realidade exige mais estrutura e conhecimento das pequenas e médias empresas portuguesas", alega. Na apresentação da missão empresarial a Angola, destaca-se ainda o facto de Cabinda, rica em petróleo e recursos naturais, continuar "muito dependente das importações, nomeadamente de produtos alimentares,bebidas, materiais de construção, electrodomésticos e matérias-primas", que representam oportunidades para as empresas portuguesas. A Zagope, Paranhocarnes, Sobralgurtes, Eurostand, Stands e Decorações de Interiores, EStiplano Estudos e Projectos, Coperol, Cabelte, Azeol, Arnaud, Probaixa e Agenda Setting são as empresas que embarcaram nesta aventura.

Censos

Angola realiza censo da população em 2013


O Governo angolano prevê que estejam criadas condições para a realização do censo geral da população e habitação em 2013. O anúncio foi feito pelo técnico para área de recenseamento do Instituto Nacional de Estatística (INE), Pio Lucas, no encontro que assinalou o Dia Africano da Estatística. O técnico afirmou que tem grande parte dos instrumentos de recolha e cronogramas elaborados e todas as actividades subsequentes planificadas, para que o censo aconteça na data prevista.
Pio Lucas acrescentou que todos os documentos legais necessários para a realização do censo já estão aprovados para o processo que deve ter pelo menos dez anos de preparação. Angola tem ainda quatro anos pela frente.
As Nações Unidas regulam que todos os países devem realizar um registo geral da população pelo menos de dez em dez anos. Angola não realiza censo populacional desde 1970, por isso, adiantou, o país é chamado a realizar o mesmo na ronda 2010, que termina já em 2014.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Turismo

Ministro visita empreendimentos na Cela


O ministro da Hotelaria e Turismo, Pedro Mutindi, visita hoje, segunda-feira, os empreendimentos do sector hoteleiro e turístico do município da Cela, província do Kwanza Sul, para se inteirar do seu funcionamento. De acordo com a Angop, o responsável encontra-se no Waku Kungo desde domingo, onde procedeu à inauguração da segunda fase do Hotel Ritz. Entretanto, visitou o hotel Lubelissima, Kimbo dos Sobas, Kwanza Centro e o complexo turístico da Sanga. O ministro Pedro Mutindi inaugurou igualmente, na cidade do Sumbe, o motel “Kalunda” e visitou as obras de construção de mais duas unidades hoteleiras e alguns restaurantes e similares.

Segurança


Novo comandante da polícia quer combater imigração ilegal


O comandante da Polícia Nacional na Lunda Norte, subcomissário Gil Famoso da Silva, foi apresentado hoje, segunda-feira, no Dundo, ao governador provincial, Ernesto Muangala. Na ocasião, o novo responsável apontou o combate à imigração ilegal como uma das principais tarefas a executar na região, lembrando que a entrada ilegal de estrangeiros e o garimpo de diamantes constituem preocupações do Estado angolano, pelo que se compromete a prestar maior atenção à protecção e segurança das fronteiras da província, melhorando a capacidade de resposta das forças de guarda fronteira.
Referiu que, no quadro do programa de trabalho para a província da Lunda Norte, a Delegação do Ministério do Interior e o Comando da Polícia Nacional continuarão a desenvolver acções de formação dos efectivos e a proceder ao equipamento técnico e material das forças dos distintos organismos.
O subcomissário Gil Famoso da Silva será apresentado ainda hoje aos órgãos da Justiça, aos membros do Conselho Consultivo Alargado da Delegação do Minint e do Comando Provincial da Polícia Nacional, bem como aos efectivos da polícia destacados na capital da província.

Sociedade


Longonjo ganha sistema de água canalizada


Um sistema de produção e distribuição de água canalizada foi colocado ontem, domingo, à disposição de mais de mil famílias residentes na vila de Catabola (Longonjo), a sul da cidade do Huambo. O empreendimento, inaugurado no quadro das celebrações do 35º aniversário da proclamação da independência nacional, assinalado quinta-feira, dia 11, custou ao Governo 300 mil dólares e insere-se no programa do executivo "Água para Todos".
A Angop noticia que o empreendimento, que foi construído em dois anos pela empresa "Saema", tem um reservatório para 40 mil litros de água purificada e um sistema de bombagem com capacidade de cinco metros cúbicos/hora, suficiente para abastecer às populações da vila de Catabola, a partir de torneiras instaladas em locais públicos.

Economia

Portugal atento ao desenvolvimento de Angola

O presidente da Comissão de Negócios Estrangeiros e Comunidade Portuguesa da Assembleia de Portugal, José Ribeiro e Castro, afirmou durante o fim-de-semana, na cidade do Lubango, que o país luso está atento ao desenvolvimento de Angola.
Em declarações num encontro que a comissão parlamentar lusa manteve com os membros do governo da província da Huíla, o deputado explicou que o governo nacional num período curto tem sabido aplicar programas credíveis para o desenvolvimento socioeconómico do país. O deputado lembrou ser visível a evolução económica e social de Angola, pois assiste-se à implementação de projectos de construção de infra-estruturas em todo país e isto tem despertado a comunidade internacional e não só. “Louvamos estas iniciativas do Executivo angolano e da própria população, por isso, Portugal, como aliado directo de Angola, está atento a este crescimento deslumbrante, e, no âmbito das boas relações que temos, vamos continuar apoiar estas iniciativas”, sublinhou.
José Ribeiro e Castro lembrou que existe na província da Huíla um número considerável de empresários portugueses que aplicam o seu dinheiro em várias actividades comerciais como confiança desta estabilidade. Durante a visita os parlamentares mantiveram encontros com a comunidade portuguesa residente na província da Huíla.

Desporto

Vice-presidente enaltece potencial nacional


O vice-presidente da República de Angola, Fernando da Piedade Dias dos Santos, afirmou em Luanda que no país há matéria humana para o desenvolvimento do futebol, situação que transformará o país numa potência da modalidade em África.
"Temos matéria para o futebol e estamos a começar bem a nossa caminhada para fazer de Angola uma potência da modalidade em África", declarou o vice-presidente à imprensa no campo Mário Santiago, no município do Sambizanga, na abertura da fase da experimental do torneio de infantis do Girabairro, no campo Mário Santiago, no município do Sambizanga.
Fernando da Piedade Dias dos Santos referiu que gostou do jogo em que estiveram frente a frente os Craques FC e Habilidosos (0-2). Na ocasião, felicitou a coordenação do Girabairro pela iniciativa que está a promover. A prova foi disputada sob o lema “Crianças saudáveis - Futuro seguro”.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Economia

Independência permitiu proliferação de associações e cooperativas

A organização das famílias camponesas em cooperativas e associações para o acesso aos diversos programas de apoio a produção de alimentos ficou facilitada depois do alcance, em 1975, da independência nacional, revela a Unaca, na província do Huambo. O presidente da Federação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-pecuárias (Unaca), no Huambo, Abraão Fernandes, revelou que a independência deu lugar à liberdade de actuação dos camponeses e melhor actuação dos líderes comunitários. “Antes de 1975, os camponeses não tinham grandes extensões de terra, porque usavam toda a sua força e meios ínfimos para sobreviver. A governação colonial preocupava-se mais com as exigências do imposto e o trabalho forçado, quase nada fazia para reduzir o sofrimento das famílias camponesas”, referiu.

Explicou que os angolanos, particularmente os do meio rural, estão a beneficiar de diversos programas que lhes dão maior dignidade, desde a saúde, educação, transportes públicos, micro crédito e crédito agrícola de campanha. Sem revelar dados anteriores, Abraão Fernandes apontou que nos últimos oito anos o número de cooperativas agro-pecuárias cresceu de sete para 104, enquanto a cifra de associações de camponeses passou de 579 para 633.

Referiu que hoje a Unaca controla 23.687 cooperadores e 91.159 associados. Do total, 66.684 são mulheres. Abraão Fernandes salientou como outro ganho da independência a adesão da mulher rural as aulas de alfabetização, capacitando-se para a compressão dos problemas da sua comunidade.



Sociedade

"Meios de vida" da ADRA apoia 17 mil famílias

A Acção Angolana para o Desenvolvimento Rural e Ambiental (ADRA) está a apoiar, desde 2007, 17 mil famílias dos municípios da Caála e Bailundo, província do Huambo, através do projecto “meios de vida”. Segundo a responsável da instituição, Maria de La-Salete, em declarações à Angop, o projecto tem o término previsto para o mês de Dezembro e é executado com a entrega de imputes agrícolas, apoio à legalização de terras, educação para cidadania e o processo de aproximação das associações de camponeses com as instituições do estado.

Segundo Maria de La-Salete, também está consubstanciado em crédito de meios agrícolas (cimentes, fertilizantes, ferramentas para agricultura, gado de tracção e criação), com objectivo de criar fundos comunitárias. “O projecto meio de vida até ao momento permitiu que as famílias camponesas criem estabelecimentos comerciais para a venda de produtos do campo e não só, de forma a evitar que as populações das comunidades rurais percorram longas distâncias para a aquisição de meios básicos”, sublinhou. Falando durante um encontro de balanço dos quatro anos da existência do projecto, Maria de La-Salete considerou de positivo a sua execução, visto que está a contribuir para a redução da pobreza nas comunidades.

O certame, que teve como objectivo avaliar os resultados da execução do projecto, analisou temas ligados ao aumento da produção agrícola e a comercialização, conhecimentos dos mecanismos e leis para a defesa e legislação das terras comunitárias.

Métodos para aumentar a capacidade de incidência política das organizações comunitárias de base com as autoridades locais sobre os principais processos que afectam a vulnerabilidade, conhecimento dos camponeses e os processos que condicionam as suas estratégias de meios de vida, foram igualmente estudados no colóquio. Participaram do encontro que decorreu na sala de reuniões da ADRA, 25 pessoas entre responsáveis de associações de camponeses e representantes de deveras organizações não governamentais.


Infra-estruturas

População da Môngua inaugura posto móvel de emissão do BI


A população da comuna da Môngua, município do Kwanhama (Ondjiva, Cunene), ganharam um posto móvel com um sistema completo de emissão de Bilhetes de Identidade. O dispositivo, suportado por uma carrinha, dispõe dos equipamentos tecnológicos modernos e poderá emitir 50 a 60 Bilhetes de Identidade por dia.
Na ocasião, o governador provincial em exercício, Jerónimo Haleyinge, explicou que este acto simboliza os esforços do Governo, no sentido de levar os vários serviços à população nos seus locais de residência. Referiu que se trata de uma oportunidade para que todos os cidadãos tenham o BI, documento de capital importância.
Por outro lado , o soba da comuna da Môngua, Hilunanhe Jonas mostrou-se satisfeito pela acção governamental. "Agora os cidadãos nesta jurisdição terão o seu B.I, o que os identifica como angolanos", defendeu.
O posto móvel de emissão do B.I. conta com quatro trabalhadores e tem uma capacidade de recepção e tratamento de 50 a 60 processos por dia, tendo sido apresentado ontem, quinta-feira.



Aviação


Aeroporto de Benguela reabre ao fim de dois anos


Uma aeronave Embraer-120, da companhia aérea Air26, que levava a bordo 31 pessoas, entre passageiros e tripulantes, concretizou ontem, quinta-feira, a primeira aterragem em segurança na pista do aeroporto de Benguela. Este serviço marcou a reabertura da infra-estrutura ao tráfego aéreo, após dois anos de inactividade, devido a obras de restauro.
O EMB-120, um avião turbo hélice bimotor pressurizado de alta performance, desenvolvido pela fabricante brasileira Embraer, fazia a rota Luanda-Benguela e chegou à pista, do designado aeroporto "17 de Setembro", às 10:59 minutos, numa altura em que centenas de pessoas se juntaram para assistir ao retomar dos voos domésticos à cidade das Acácias Rubras.
O presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (Enana), Manuel Ceitas, acompanhado de técnicos séniores da instituição, esteve entre os passageiros a bordo do avião, cuja aterragem se inseriu nas festividades dos 35 anos da Independência Nacional.
Em declarações aos jornalistas, o director regional da Enana (que representa as províncias de Benguela, Bié, Kwanza Sul e Huambo), Miguel Politano, afirmou que todas as companhias aéreas nacionais vão funcionar no aeroporto com recurso a aviões com peso igual ou inferior a 21 toneladas. Segundo o responsável, a pista de 1620 metros de comprimentos e 30 de largura deste aeródromo serve para aparelhos como a Embraer-120 ou o Fokker 50, de porte médio e projectado pela indústria aeronáutica holandesa para atender mercados domésticos e regionais.
O responsável garantiu que todas as condições necessárias para que o aeródromo funcione em pleno foram criadas, embora deve ser reforçada a secção de recursos humanos e a técnica para se corresponder aos equipamentos modernos instalados. Referiu que dada às limitações impostas pela extensão da sua pista, o aeroporto de Benguela só pode receber as aeronaves com capacidade igual ou inferior a 50 lugares.
O aeroporto “17 de Setembro”, de acordo ainda com a fonte, conta com um sistema de balizagem de iluminação definitiva que é importante para a aterragem das aeronaves, dadas às condições meteorológicas. Para além da EMB-120, outra aeronave do tipo Beechcraft King Air 200 (B200) ao serviço da companhia Air Jet, chegou ainda esta quinta-feira à pista do aeródromo de Benguela.
O aeroporto “17 de Setembro” dispõe de um edifício de mil e 800 metros quadrados, com salas de embarque para passageiros, de venda de bilhetes ao público, raio-X, check-in, controlo e um parque de estacionamento. São resultado de um investimento de oito milhões, 499.959 dólares norte-americanos para proporcionar maior conforto, mobilidade, acessibilidade e segurança aos passageiros e às aeronaves.

Efeméride

Ban Ki-moon felicita 35º aniversário da independência

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, felicitou hoje Angola pelo 35º aniversário da sua independência, assinalado ontem, quinta-feira, e afirmou que o apoio do Governo angolano na resolução de assuntos cruciais globais tem contribuído para a construção de um mundo mais próspero, equitativo e sustentável para todos.

Numa mensagem endereçada ao Presidente José Eduardo dos Santos, o líder da organização mundial reiterou que as Nações Unidas continuam a ser o fórum universal para o debate das principais questões mundiais, tais como as mudanças climáticas, a problemática do género, a manutenção da paz, o desenvolvimento e os direitos humanos, sendo vital o empenho dos Estados Membros. Ban Ki-moon referiu contar com os esforços dos membros da organização mundial para reunir energias com vista a alcançar os Objectivos do Desenvolvimento do Milénio (ODM) em 2015, que, segundo o diplomata sul-coreano, trata-se de uma agenda que requer eficácia e agilidade das Nações Unidas, sendo animador saber que a ONU pode contar com o apoio de Angola em todas estas matérias.



quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Obras Públicas


Presidente lança primeira pedra da Mediateca


O Presidente da República, José Eduardo dos Santos, procedeu hoje, quinta-feira, em Luanda, ao lançamento da primeira pedra para construção do edifício-sede da Mediateca de Luanda, no âmbito dos 35 anos de Independência.
O chefe de Estado, acompanhado da primeira dama da República, Ana Paula dos Santos, ficou a conhecer no local a maquete do projecto, avaliado em nove milhões de dólares norte-americanos (incluindo o equipamento).
Localizado ao Largo das Escolas, entre as Avenidas Deolinda Rodrigues e Ho Chi Minh, e a rua 1º de Agosto, a Mediateca é definida como biblioteca informatizada e multimédia, que tem por objectivo fundamental proporcionar a consulta de vasta gama de serviços e suportes de informação de carácter técnico especializado e de cultural geral.
A Angop noticia ainda que as obras do edifício, que ocupará uma dimensão de 2.900 metros quadrados, estão a cargo de uma empresa chinesa e terão a duração de 14 meses. A Rede de Mediatecas de Angola, um projecto do governo angolano para construção de edifícios afins, será extensivo as provincias de Benguela, Huambo, Huíla Zaire e Lunda Sul.
As Mediatecas vão facilitar o acesso à informação e ao conhecimento necessários ao desenvolvimento socioeconómico, contribuindo para a formação e aperfeiçoamento do capital humano, ao mesmo tempo que alarga o acesso à cultura e à utilização de novas tecnologias de informação gratuitamente. Além dos espaços físicos em que se inserem, as Mediatecas englobam equipamentos diversos, onde são recolhidos, tratados e disponibilizados vários tipos de documentos e suportes de informação, constituindo recursos pedagógicos, para actividades quotidianas de ensino, curriculares não lectivas e a ocupação de tempos livres e de laser.
Estiveram presentes na cerimónia o presidente do Tribunal de Contas, Julião António, ministros, deputados da Assembleia Nacional, e altos funcionários do gabinete da Presidência da República.

Sociedade

Faustino Muteka promete mais apoios para juventude

O governador do Huambo, Fernando Faustino Muteka, prometeu ontem, quarta-feira, mais apoios do executivo local para a juventude, como forma de incentivo e reconhecimento do trabalho desenvolvido na divulgação e valorização da cultura na região.
Fernando Faustino Muteka, que discursava durante o jantar conferência, promovido pela JMPLA, no âmbito dos 35 anos de Independência Nacional, considerou que este apoio surge na sequência do aumento do número de jovens na região e em função da qualidade do trabalho que têm prestado as comunidades.
“É um incentivo que eu espero que sirva para que os nossos jovens dêem cada vez mais o melhor de si em prol do desenvolvimento da província”, defendeu, reconhecendo o esforço da juventude na libertação do país. “Foram jovens organizados, treinados com grandes estratégias militares e que criaram caminhos amplos e conseguiram conquistar a independência no dia 11 de Novembro de 1975”, realçou.

O secretário provincial da Jmpla, Julho Cabral Paulo, agradeceu o facto do governador da província ter manifestado a intenção do executivo local apoiar a juventude na resolução dos seus problemas. “Muitos de nós não gostamos de decorar datas, existe uma data que toca o coração de todos os angolanas, quer sejam homens ou mulheres, jovens ou adultos, esta data deve servir de reflexão para todos nós”, contou. A cerimónia foi animada pelos músicos Man Jancy, Zinha, Carlos África, João Afonso, Dos Passos.

Infra-estruturas

Governador admite crescimento económico com reabertura de ponte no Kwanza Sul


O governador do Kwanza Sul, Serafim do Prado, admitiu que se verifica uma forte possibilidade de crescimento dos sectores económico e agro-pecuário de algumas regiões do país, devido à reabertura da ponte sobre o rio Kwanza, no município de Kangandala (Malanje).
Em declarações por ocasião da reinauguração da ponte pelo ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, o governador afirmou que, depois de dezoito anos separados, devido a destruição da ponte, a população de Malanje, Kwanza Sul, Bié e Huambo poderão actualmente interligar-se e fomentar as trocas comerciais. Daí as projecções de crescimento da economia nestas regiões. “A ponte vai permitir aos investidores expandir os seus negócios, sobretudo nos sectores agro-pecuário, hoteleiro e turístico, porque ela vem jogar um papel importante na económica do país”, esclareceu.
No que toca às trocas comerciais, Serafim do Prado sustentou que a província poderá fornecer para Malanje produtos do campo, tendo em conta as suas capacidades no domínio da agricultura. Recordou que o executivo provincial está a trabalhar no sentido de abertura de novas vias rodoviárias, para permitir o escoamento do excedente de produção agrícola, com destaque para o município do Mussende, uma das regiões essencialmente fértil do Kwanza Sul. Lembrou igualmente que alguns projectos, como “Aldeia Nova”, dão provas de que a província do Kwanza Sul tem potencialidades agrícolas, tendo em conta que o mesmo está a apoiar cinco mil famílias de ex-militares das FPLA e da Unita, com acções de desenvolvimento da agricultura.
A ponte sobre o rio Kwanza dá acesso às províncias do Kwanza Sul, Bié e Huambo.


Desporto


Benfica vence selecção nacional


O Benfica derrotou ontem, quarta-feira, a selecção angolana, por 2-0, num jogo particular. Os golos foram apontados por Jara e Aimar, numa partida em que Jorge Jesus utilizou todos os atletas disponíveis.

Ainda na ressaca do jogo do Dragão, Jesus deu a titularidade a apenas quatro elementos que tinham iniciado o encontro com o F. C. Porto (Sidnei, David Luiz, Salvio e Aimar). Fábio Faria jogou pela primeira vez desde a pré-temporada.

Num ambiente de grande emoção nas bancadas, os 90 minutos ficaram marcados pelo baixo ritmo. Os encarnados não foram de grandes correrias e limitaram-se a exibir alguns pormenores. O resultado ficou estabelecido antes do intervalo, fruto de um bom cabeceamento de Jara e de um bom golo de Aimar, após triangulação com Saviola. Na segunda parte, os palancas estiveram várias vezes perto de reduzir a desvantagem, mas o não conseguiram, principalmente devido a uma boa exibição de Moreira. Pedro Mantorras, que tinha entrado a seguir ao intervalo, actuou 25 minutos.

Turismo

Palanca: Novo hotel gera 40 empregos directos

A nova unidade hoteleira denominada "Top Chela Lodge", localizada na comuna da Palanca, município da Humpata (Huíla), que foi inaugurada ontem, quarta-feira, pelo governador Isaac dos Anjos, criou 40 postos de trabalho directos.
Com 40 quartos, seis dos quais suites, o espaço está orçado em cerca de quatro milhões de dólares americanos, tem uma piscina, restaurante, sala de conferências, salão de festas, loja de conveniência e dispõe de serviço de Internet em banda larga. No acto de inauguração (inserido nas comemorações da Independência), o governador Isaac dos Anjos elogiou os empreendedores que investiram na Huíla e numa área (Hotelaria e Turismo), que na sua óptica se enquadra na vertente do desenvolvimento e incentivo à prática do turismo. O proprietário do empreendimento, Rosário Ima Panz, explicou que escolheu a Huíla por se tratar de uma área de grande potencialidade económica e turística. Quanto aos preços, estes vão dos cinco aos 14 mil kwanzas.
Acrescentou ainda que apesar de ter levado quatro anos a ser erguido, valeu esperar e é o país que ganha mais um empreendimento com qualidade e que vem responder ao exigente mercado da Hotelaria. O Top Chela Lodge é o segundo hotel a nascer na comuna da Palanca (12 quilómetros do Lubango), depois da inauguração de um hotel com o mesmo nome, em 2007.



quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Exposição

"Angola, Figuras de Poder" em Paris


A exposição "Angola, Figuras de Poder" leva um conjunto de peças oriundas de diferentes museus abre amanhã ao público no Museu Dapper, em Paris. "É uma das exposições mais importantes da temporada em Paris", anunciou a directora do espaço europeu, Christiane Falgayrettes-Leveau, na apresentação da colecção de arte angolana. A conferência de imprensa contou com a presença de António Óle, convidado pelo Museu Dapper a integrar a exposição com algumas das suas esculturas mais representativas, como "Anjo Exterminador". A maioria das peças provêm de Angola, museus portugueses da colecção do Museu Tervuren, na Bélgica.
Christiane Falgayrettes-Leveau salientou que "raramente é possível reunir numa mesma iniciativa um conjunto tão significativo de peças", que representam as várias culturas do grande mosaico étnico angolano, onde se destacam os grupos Ovimbundo, Herero, Luvale, Himba, Songo e Guenguela. O fio condutor da mostra é "a noção do poder, poder político por um lado, sendo importante o conceito de arte de corte de grupos como os Tchokwé, mas também o poder espiritual, uma vez que os chefes carregam e detêm as tradições". A exposição visa dialogar com a arte contemporânea africana, nomeadamente a de Angola, pelo que as esculturas de António Óle remetem para as influências profundas da arte "primitiva", um termo aliás que o artista angolano afirmou "detestar".
"Angola, Figuras de Poder" tem o patrocínio da Fundação Total, no âmbito de uma política de "mecenato de reparação" que a petrolífera francesa segue nos territórios onde opera, como Angola. A mostra está patente em Paris até 10 de Julho de 2011.

Diplomacia


Barrica destaca relação estratégica com Portugal
O embaixador Marcos Barrica sublinhou, à margem da inauguração da chancelaria do Consulado Geral da República de Angola, no Porto, que Portugal é "parceiro privilegiado" e um dos três países com que Angola "tem uma relação estratégica, sendo os outros dois o Brasil e os Estados Unidos e, futuramente, a China". A defesa de uma "parceria estratégica" entre os dois países foi uma das principais mensagens que Cavaco Silva deixou na primeira visita de Estado a Angola, em Julho. O embaixador frisou ainda que as relações entre os dois países são "intensas" e "estão no bom caminho". "Sabemos que Portugal desempenhou e desempenha o seu papel para com a luta de todos os dias de Angola", recordou, frisando que o esforço no relacionamento passa por abrir o espaço territorial angolano "que precisa de investimento estrangeiro, privilegiando Portugal". O vice-ministro do Ministério das Relações Externas, Carlos Bragança, lembrou as "vantagens nas relações com Portugal", situação que é "recíproca". "É preciso as partes explorarem as vantagens que têm e aplicarem em seu proveito, sempre no princípio da igualdade e do respeito mútuo", salientou.

Efeméride

Benfica participa nas comemorações


A comitiva do Benfica já se encontra no país para disputar o jogo da primeira edição da Taça da Independência, que decorre hoje, no Estádio 11 de Novembro. À chegada, o grupo português dirigiu-se à praça da Independência para prestar homenagem ao fundador da nação. O atleta angolano Pedro Mantorras e o presidente do clube depositaram uma coroa de flores na estátua de Agostinho Neto, perante meia centena de pessoas, que se juntaram à cerimónia para testemunhar o acto e estar perto dos jogadores. A comitiva não prestou qualquer declaração e dirigiu-se de imediato para Luanda Sul.

Petróleo


Total quer ser principal parceira da Sonangol
A petrolífera francesa Total vai aumentar os seus investimentos no país e quer tornar-se no parceiro número um da Sonangol. Citado pela TPA, o presidente do Conselho de Administração, Cristophe Margerie, explicou que os investimentos a realizar no sector petrolífero vão contribuir para a criação de mais de 400 postos de trabalho. As novidades foram divulgadas ontem, terça-feira, após um encontro com o vice-presidente Fernando da Piedade dos Santos, onde a companhia apresentou as campanhas internacionais efectuadas pela empresa, de forma a dar uma visão das potencialidades nacionais nos domínios do petróleo e gás. No projecto mais recente em Angola, a Total investiu entre cinco a 5,8 milhões de euros. Esta é a quinta vez que Cristophe Margerie se desloca ao território angolano.

Desporto

Piloto angolano soma título em Portugal


O piloto angolano da categoria Promoto 1.000, Sandro Carvalho, conquistou o título do campeonato português de velocidades e a prova de resistência “500 km Estoril”, em motociclismo, disputadas nas duas últimas semanas no circuito de Estoril (Portugal).
Depois de na época passada se ter estreado nas duas mais disputadas competições lusas e ter adquirido notoriedade pela alta capacidade técnica (fruto da qual obteve o sexto lugar do “Português” de velocidades e o segundo dos 500 km Vodafone”, em que fez par com Luís Carreira, ex-campeão português), Sandro Carvalho dissipou todas as dúvidas ao deixar para traz os mais audazes pilotos europeus na sua segunda presença.
O piloto ao serviço da Benimoto afirma que não foi fácil manter o ritmo competitivo porque teve de permanecer algumas vezes sem treinar. No entanto, lembra que, devido ao empenho de algumas pessoas que confiaram no seu talento, conseguiu superar todas as adversidades inerentes às deslocações e à preparação desportiva. “Sempre acreditei que seria possível trazer o título para Angola, mas tal só seria possível caso as condições fossem de encontro às necessidades que a prova exige", lê-se no documento enviado à redacção da Angola'in. "Não tive as melhores condições, mas os apoios que tive da Valeria Tours, Transmad, Semba produções e da Sonangol foram decisivos para esta conquista", prosseguiu.
Sandro Carvalho já pensa noutros projectos do motociclismo. Contudo, a sua prioridade está lançada na revalidação do título português, uma vez que a forte competição que caracteriza a prova é propícia para os corredores aspirantes às mais altas categorias do motociclismo. “Tenho recebido alguns convites para ensaiar outras competições, mas preconizo melhorar o meu nível técnico e julgo que mais um ano na promoto 1.000 seria o ideal e só depois pensar noutros desafios”, concluiu.


terça-feira, 9 de novembro de 2010

Parlamento


Portugal quer cooperar


"Portugal quer cooperar com Angola no domínio parlamentar no que concerne à formação técnica e apoio às instituições parlamentares, prestigiando deste modo o Estado angolano", afirmou ontem, segunda-feira, em Luanda, o presidente da Comissão dos Negócios Estrangeiros do Parlamento português, José Ribeiro Castro.
Em declarações à Angop, no final de uma audiência concedida pelo líder da Assembleia Nacional angolana, António Paulo Kassoma, José Ribeiro Castro disse que o presidente do órgão legislativo luso, Jaime Gama, alimenta grande expectativa no estreitamento da cooperação. “Temos um sector que se dedica, em particular, à formação técnica e no apoio às instituições parlamentares e acreditamos que podemos contribuir para um melhor funcionamento institucional da Assembleia Nacional de Angola”, sublinhou.
Neste contexto, asseverou que, caso as autoridades manifestem interesse, Portugal está disponível em contribuir para o aumento do prestígio das instituições do Estado , bem como no reforço da afirmação de Angola no contexto internacional, particularmente na África Austral. “Sua excelência o presidente da Assembleia Nacional, António Paulo Kassoma, adiantou durante o nosso encontro, que uma delegação parlamentar angolana vai visitar Portugal no primeiro trimestre do próximo ano e acreditamos que será boa ocasião para discutir sobre a cooperação”, salientou ainda.
A delegação parlamentar de Portugal está em Angola desde domingo, no quadro de uma visita oficial de sete dias ao país.
Da agenda, entre outras actividades, os deputados têm marcados encontros com os grupos parlamentares do MPLA, UNITA, PRS, FNLA e Coligação Nova Democracia, formações com assento no hemiciclo nacional.

Transportes

Angola participa na II Conferência Ministerial do G8


O ministro dos Transportes Augusto Tomás realçou em Roma o facto de o Executivo nacional ter adoptado, no quadro da reconstrução e desenvolvimento nacional, uma estratégia de “criar uma rede de transportes que articule eficazmente o território e valorize a posição geo-estratégica do país”.
Ao discursar segunda-feira na II Conferência Ministerial do G8 sobre “Ambiente Global e Transportes (MEET)”, que decorre em Roma, de 8 a 9 de Novembro, o titular angolano dos Transportes referiu que Angola dispõe para o sector dos transportes de um “plano estratégico detalhado para 2009-2012”. O projecto prevê, em primeiro lugar, a reestruturação das empresas públicas dos transportes e a profissionalização do seu modelo de governação para maior eficiência, rentabilidade, auto-sustentamento e com condições básicas para prestação de serviços de qualidade. Neste quadro, lembrou que se está a proceder à refundação da companhia aérea angolana dos transportes Taag, da Enana e da Secil Marítima.
O programa contempla a cobertura de todo território nacional por uma rede integrada de transportes, objectivo que obriga a procura de soluções de inter-modalidade entre os vários tipos de transportes.
Augusto da Silva Tomás observou, por outro lado, que a posição geo-estratégica privilegiada da região onde Angola está inserida é fundamental para o país potenciar esta vantagem do ponto de vista económico e político.
Para o efeito, está em construção um novo aeroporto de Luanda, existe a criação de um “HUB” importante na distribuição do tráfego de e para a África Central.
No domínio do transporte ferroviário, segundo o governante angolano, está em conclusão a recuperação das três linhas ferroviárias (Benguela, Luanda e Namibe) e a desenvolver o transporte ferroviário suburbano, além de existirem projectos para ligação aos países vizinhos como a Namíbia e a Zâmbia. Ainda no domínio ferroviário, Augusto da Silva Tomás disse que o programa do Governo angolano prevê a introdução da Alta Velocidade na ligação norte-sul de Angola, cobrindo os principais centros económicos do país.
O Governante angolano falou de projectos para novos portos, programa rodoviário, legislação para o sector dos transportes e da aquisição de novas aeronaves e locomotivas.
Na sua óptica, o programa do Governo, que visa facilitar a mobilidade humana, contempla o respeito pelo meio ambiente, especialmente a redução dos níveis de CO2. Em gesto de apelo, o ministro observou que o país “dispõe de um sistema político democrático estável e de uma economia saudável em crescimento”, que oferece confiança ao investidor nacional ou estrangeiro.
Convidado pelo ministro da Itália de Infra-estruturas e Transportes, Altero Matteolli, Augusto da Silva Tomás participou, à margem do fórum, no encontro que o Governante italiana teve com os ministros africanos.


Diplomacia

Chancelaria do Consulado Geral de Angola no Porto tem novas instalações



As novas instalações da Chancelaria do Consulado Geral de Angola, no Porto (Portugal), foram inauguradas segunda-feira, pelo vice-ministro angolano das Relações Exteriores para Administração e Orçamento, Carlos Alberto Bragança.
O acto, inserido no programa de actividades da Embaixada de Angola em Portugal para saudar os 35 anos da independência nacional, a assinalar-se no próximo dia 11, concorre na necessidade de juntar a comunidade residente e oferecer condições que garantem a satisfação das resoluções das suas preocupações. Coube à cônsul-geral de Angola no Porto, Maria de Jesus Ferreira, apresentar o edifício, construído de raiz, composto com salas de espera, reuniões, atendimento e arquivo, para os sectores de migração, registo civil e notariado, gabinetes, entre outros.
Segundo a diplomata funcionam na missão, além da chefe respectiva, um financeiro e uma agente consular, isto no quadro central, sendo de recrutamento local vinte funcionários, dos quais sete técnicos superiores, sete médios e sete a fazerem cursos superiores.
De acordo com Maria de Jesus Ferreira, o consulado, com este grupo de pessoas, “expande as políticas do Estado angolano pondo a disposição meios para a continuidade da segurança e bem estar no desenrolar da vida da comunidade, contribuindo com respostas de forma qualitativa e célere às suas necessidades”.
Entre as inúmeras acções realizadas pela instituição, desde Julho de 2004, destacou a criação do sistema “Savis”, tutelado pelo Serviço de Migração e Estrangeiros e a criação de sistemas informáticos que possibilitam eficácia e rentabilidade para o registo dos nacionais e outros serviços, como contabilidade e atendimento migratório. Facilitam ainda à comunidade, segundo a responsável, “apoio à criação de novas associações sociais, de Estudantes Angolanos no Porto, assinatura de protocolos com empresas para estágios e possibilidades de ingresso nas próprias empresas ou mesmo no país”.
Testemunharam o acto, entre várias personalidades angolanas e portuguesas, além do vice-ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto Bragança, os embaixadores de Angola em Portugal e na Itália, respectivamente, Marcos Barrica e Manuel Pedro Pacavira, bem como o general João de Matos, presidente do Centro de Estudos Estratégicos de Angola (CEEA).



Indústria


Cuca volta a produzir


A fábrica de cerveja "Cuca", na província do Huambo, paralisada há 19 anos, vai ser reinaugurada esta sexta-feira, 14 meses depois de ter estado a funcionar em regime experimental.
A unidade fabril, agora propriedade do grupo internacional de cervejas BHI, tem capacidade para produzir diariamente 24 mil grades (um total de 576 mil garrafas) e a sua reabilitação, incluindo a montagem de equipamentos modernos, custou 61 milhões de dólares norte-americanos.
Em declarações hoje, terça-feira, à Angop, o director fabril, Christian Marietti, garantiu estarem criadas todas as condições necessárias para que, dentro de pouco tempo, a Cuca produzida nesta cidade se torne uma referência nacional para os adeptos da cerveja. Salientou que nesta fase experimental estão a ser fabricadas 16 mil grades por dia. Porém, tais quantidades podem ser aumentadas de acordo as necessidades do mercado. Informou ainda que além do Huambo, a Cuca já está a ser comercializada nas províncias do Bié, Cunene, Kuando Kubango, Huíla e Kwanza Sul, no âmbito de uma estratégia definida pela direcção da unidade fabril que visa conquistar o mercado e tornar esta cerveja conhecida.
Christian Marietti informou que o funcionamento da fábrica é assegurado por 207 trabalhadores, sete dos quais estrangeiros. Além da Cuca normal, está a ser produzida a Cuca de cor preta. A fábrica de cervejas Cuca, também conhecida por NOCEBO (Nova Companhia de Cerveja do Huambo), localiza-se na zona industrial da Chiva.



Educação


Executivo quer absorver mais de um milhão de alunos até 2013

O governo da Huíla projectou a construção de uma média de quatro escolas por município, para que o sector da educação absorva até 2013 mais de um milhão de estudantes. A informação foi adiantada hoje, terça-feira, pelo governador, Isaac dos Anjos. Em conferência de imprensa, a propósito do programa de inaugurações de novos serviços, no quadro do programa dos 35 anos de independência de Angola, o responsável explicou que o programa já começou e abrange todos os 14 municípios, onde serão erguidas escolas de seis a 12 salas de aulas. "Algumas destas infra-estruturas serão concluídas em 2011, estamos a oferecer maior capacidade as escolas, para que até 2013 tenhamos uma aptidão de absorção de mais de um milhão de estudantes", ressaltou.

Isaac dos Anjos admitiu serem objectivos difíceis, mas que com o envolvimento e empenho de todos será possível alcançar. De acordo com dados estatísticos oficiais na Huíla, este ano foram matriculados 900 mil estudantes. Há dez anos, o número de pessoas fora do sistema de ensino era de 190 mil, número que caiu em 2010 para 30 mil. Quanto ao programa de inaugurações, o chefe do executivo huilano destacou a abertura do novo mercado municipal do Lubango, no bairro do Mutundo, o tribunal municipal de Caconda, a entrega de equipamentos sociais às comunidades, de entre outras, num prospecto que se estende até ao dia 19 deste mês.


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Reconstrução Nacional

Presidente da República lança primeira pedra no Sambizanga


José Eduardo dos Santos, deu início hoje, segunda-feira, ao processo de requalificação do município do Sambizanga, com o lançamento da primeira pedra para a construção de infra-estruturas residenciais e sociais.
A requalificação do município do Sambizanga será feita de forma faseada, num projecto que prevê a acomodação de 400 mil pessoas em toda a extensão do projecto urbano.
O programa será implementado num espaço de cerca de 1,010 hectares do bairro Marconi, na comuna do Ngola Kiluanji, onde serão erguidas infra-estruturas habitacionais e sociais num período de 18 meses. A área está localizada na parte norte da cidade de Luanda e a sul do Porto de Luanda e é delimitada por uma rede de vias estruturantes em fase de reabilitação e que permitem um fácil acesso ao local.
A nova urbanização será composta por uma variedade de lotes e casas de diferentes tipologias, bem como edifícios residenciais com cinco e nove andares.
Nesta comuna serão construídas moradias, escolas, creches, infra-estruturas comerciais e administrativas, postos de polícia, instalações médicas, desportivas e recreativas, arruamentos, redes eléctrica, de abastecimento de água e de drenagem.
O principal objectivo desta requalificação urbana do município, com mais de 600 mil habitantes, é de melhorar as condições de habitabilidade, com a introdução de comunidades devidamente planeadas, com densidades apropriadas, respeitando os padrões urbanos e paisagísticos.
O acto de lançamento da primeira pedra, pelo Presidente da República, foi testemunhado por munícipes da zona, membros do Executivo e representantes de organizações da sociedade civil.


Educação

Independência permitiu diminuir taxa de analfabetismo



O deputado à Assembleia Nacional pelo círculo eleitoral de Malanje, Monteiro Kapunga, disse hoje, segunda-feira, na sede provincial, que, fruto da independência nacional, o país conseguiu reduzir a taxa de analfabetismo, com a construção de inúmeras infra-estruturas escolares.
As declarações foram proferidas por ocasião dos 35 anos de independência nacional, a assinalar-se a 11 de Novembro. Monteiro Kapunga defendeu que, apesar de longos anos de conflito armado, são notórios os esforços do Governo para a reconstrução do país, especialmente nas infra-estruturas sociais e económicas.
Monteiro Kapunga considerou o 11 de Novembro de 1975 como símbolo da perseverança e bravura de muitos patriotas angolanos que se entregaram na luta contra o colonialismo português. Lembrou que os angolanos devem assinalar a data efusivamente como reconhecimento do sacrifício e heroísmo dos nacionalistas envolvidos na luta, que tornou possível ser um facto a liberdade dos angolanos.
Por sua vez o bispo da Diocese de Malanje, dom Luís Maria Perez de Onraitas, considerou a data uma das maiores etapas que o país atingiu, rumo ao desenvolvimento. Precisou que esta conquista deve ser traduzida em alegria, tendo em conta as várias fases que Angola viveu que culminaram nos dias de hoje, com a paz e reconciliação nacional alcançadas a 4 de Abril de 2002. Reconheceu, por outro lado, que em pouco tempo de paz o Governo deu passos significativos em prol da assistência às populações, mas esforços devem prosseguir no sentido de se conceder melhores condições de vida aos cidadãos.